Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Qual o problema do revezamento do Coudet?

Ele tem que rever suas escolhas, é simples, é fácil e dá resultado

Quais os problemas do rodízio do Coudet?

Quais os problemas do rodízio do Coudet?

Pedro Souza / Atlético

O tal do revezamento do Coudet, o que vocês acham?

Só pra deixar bem claro, que eu não sou um maluco, quer dizer, até sou, mas não sou louco de brigar com a ciência, eu acho que você tem que preservar a saúde, a parte física do atleta, não é nem que ele não possa jogar em um domingo, quarta e outro no domingo. Mas na sequência, você não vai conseguir ter esse atleta inteiro com a mesma intensidade, com a mesma dinâmica que um jogo hoje que é muito mais físico e tático do que técnico exige. Então se faz um planejamento.

Qual é o erro pra mim do Coudet neste momento? Você priorizar uma competição. Qual é a competição mais importante que o galo disputa hoje? É a Libertadores. Em segundo lugar, Copa do Brasil pelo caráter decisivo e o Campeonato Brasileiro vem na sequência.

Então você faz o seguinte, você deixa teu grupo pronto, teu time titular, a tua base que você confia, os seus melhores jogadores prontos pra jogarem a Libertadores. E aí, você vai vendo a condição de cada um, porque cada indivíduo é diferente, para depois você conseguir se planejar pro Campeonato Brasileiro, ir pra Copa do Brasil, que como eu disse tem caráter decisivo.

O que não dá é pra ele mudar toda hora. Independentemente da condição física dos caras. Ele falou que ele já tirou o Igor Gomes e o Pavon para rodar o elenco pra não ter desgaste. O Igor Gomes jogou nove jogos, o Pavon jogou oito e o Hulk jogou vinte e dois. Ué! Não tem lógica. Então ele precisa manter um time titular pros jogos mais importantes.

E aí ele vai rodando conforme o desgaste físico. É simples. É fácil e dá resultado. Qual é a sua opinião?

Alê Oliveira é o comentarista da Itatiaia e escreve todos dias aqui
Leia mais