Ouvindo...

Times

Casal suspeito de abusar sexualmente da própria filha é preso no Espírito Santo

Adolescente de 16 anos foi abusada desde a infância até completar 15 anos; menina chegou a contar sobre os abusos para a mãe, que não fez nada para impedi-los

Um homem, de 46 anos, e uma mulher, de 52, foram presos, nesta sexta-feira (21), suspeitos de abusarem sexualmente da própria filha em Muniz Freire, no Espírito Santo. Segundo a Polícia Civil, a menina de 16 anos foi abusada desde a infância até completar 15 anos.

O pai é investigado por estupro de vulnerável, por oferecer bebida alcoólica à criança e por importunação sexual. Já a mãe é suspeita de estupro de vulnerável e tortura-omissão.

A Polícia Civil afirma que as investigações comprovaram que o pai chegou a forçar a filha a beber vinho quando ela ainda era criança. O homem também se deitava com a menina para dormir junto, com o objetivo de se satisfazer.

Leia também

De acordo com o delegado Hélio Flávio Martins, que investiga o caso, o suspeito também torturou a filha. “Ele privou a adolescente de cuidados de higiene básicos, inclusive com sua higiene pessoal e íntima. Tal fato é suficiente para causar intenso sofrimento físico e mental, pois se trata de aplicação de um castigo pessoal (impedir a vítima de realizar cuidados preventivos básicos) para reprovar/castigar o comportamento da criança”, disse.

Ainda segundo o delegado, a adolescente contou sobre os abusos para a mãe. Porém, a mulher não fez nada para impedi-los. “A partir do momento em que mãe, ciente do fato, nada fez, agindo com extrema frieza, também incorreu no crime de estupro de vulnerável, mas na modalidade omissiva. Além disso, também foi indiciada pelo crime de tortura-omissão”, explicou Martins.


Participe dos canais da Itatiaia:

Fernanda Rodrigues é repórter da Itatiaia. Graduada em Jornalismo e Relações Internacionais, cobre principalmente Brasil e Mundo.
Leia mais