Ouvindo...

Times

Após 11 dias, menina de 9 anos raptada e estuprada continua internada no CTI em Juiz de Fora (MG)

Segundo a Santa Casa de Misericórdia, a garota está estável; vítima foi raptada e abusada em 6 de junho

A menina de 9 anos, vítima de estupro e agressão em uma mata em Juiz de Fora, na Zona da Mata, continua internada no CTI da Santa Casa de Misericórdia, nesta segunda-feira (17). A vítima foi raptada em 6 de junho e o suspeito, de 41, foi preso. Conforme o boletim da unidade de saúde atualizado hoje, ela está “estável, acordada, respirando sem ajuda de aparelhos”

Na data do crime, a Polícia Militar (PM) foi acionada durante a denúncia de familiares de que a criança teria sido levada por esse homem, que recolhe material de reciclagem no bairro Teixeiras, zona Sul da cidade. Nas imagens que a Itatiaia teve acesso, é possível ver a menina de 9 anos ao lado de outra, de 8, do lado esquerdo. Conforme a PM, as duas garotas estavam no local acompanhando a tia-avó. O vídeo também mostra o suspeito, que usa blusa azul e calça clara.

ASSISTA AQUI O VÍDEO

Depois disso, segundo a PM, o catador colocou a menina em um carrinho de coletar recicláveis e a levou em direção à Avenida Deusdedith Salgado, no Salvaterra.

Leia também

Outras imagens de câmeras da rua mostraram que o homem entrou com a criança em uma rua que dava acesso a uma mata extensa. Cerca de meia hora depois, ele volta correndo e sem a menina.

Policiais militares, com equipes de rondas de cães, aeronave e também com o auxílio dos bombeiros, iniciaram a varredura na área em busca da criança. Durante os trabalhos, o autor foi capturado e preso no bairro Sagrado Coração de Jesus, também na zona Sul. Ele assumiu que havia levado a criança, abusado sexualmente dela e que teria a agredido até ela desfalecer.

De acordo com a PM, ele acreditou ter matado a criança na mata. No entanto, a menina foi encontrada, ainda viva, entre arbustos e em local de difícil acesso. Ela foi encaminhada para o CTI da Santa Casa de Misericórdia, com politraumatismo na face e outras lesões.


Participe dos canais da Itatiaia:

Formou em jornalismo pela PUC Minas e trabalhou como repórter do caderno de gerais do jornal Estado de Minas. Na Itatiaia, cobre principalmente Cidades, Brasil e Mundo.
Désia Souza é jornalista pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), onde também cursou pós graduação em “Mídia e Cidadania” e mestrado em “Comunicação e Poder”. É coordenadora de jornalismo na Itatiaia Juiz de fora, onde também atua como âncora e repórter.
Leia mais