Ouvindo...

Times

Morre padre Osvaldo Gonçalves, aos 93 anos, em Belo Horizonte

Em 1987, padre Osvaldo Gonçalves inaugurou a Fazenda de Recuperação da Família de Caná, em Ribeirão das Neves

O Padre Osvaldo Gonçalves morreu na manhã desta segunda-feira (27) no Hospital Madre Tereza. Aos 93 anos, Osvaldo faleceu de causas naturais, após ficar uma semana internado por complicações de saúde.

Da Congregação dos Sagrados Corações e natural de Patrocínio (MG), o padre residia na sede da Província dos Sagrados Corações, em Belo Horizonte.

Leia também

Velório

O velório inicia às 7h30 da manhã desta terça-feira (28). O momento ocorre no Santuário Arquidiocesano da Saúde e da Paz (Igreja Padre Eustáquio), na capital mineira.

A missa começa às 12h. Por sua vez, o sepultamento está previsto para às 14h30, no Cemitério da Colina.

História

Osvaldo Gonçalves nasceu em 1931, na comunidade Macaúbas, em Patrocínio, no Alto Paranaíba Mineiro. Ingressou na Congregação dos Sagrados Corações em 1951 e foi ordenado padre em 1957, em seu município de origem.

Iniciou seu trabalho pastoral na Vila Prudente, em São Paulo. Foi professor do Seminário em Ferraz de Vasconcelos, também em SP, e, na década de 60, após se formar em Jornalismo, foi redator das revistas “Reino” e “A Turma”.

Já na década de 70, em Belo Horizonte, conduziu a Pastoral da Juventude. Nesse momento, passou a apoiar famílias de jovens com dependência química.

Em 1987, inaugurou a Fazenda de Recuperação da Família de Caná, em Ribeirão das Neves. O padre Osvaldo Gonçalves conduziu a iniciativa até seus 89 anos.

Em nota, os padres da congregação dizem que o sacerdote “deixa um legado de amor e dedicação aos jovens e às famílias que sempre o procuravam”.


Participe dos canais da Itatiaia:

Pablo Paixão é estudante de jornalismo na UFMG e estagiário de jornalismo da Itatiaia
Leia mais