Ouvindo...

Times

Cada um tem sua consciência...

O homem sofre mais quando conhece mais

Ao completar, nesta terça, 39 anos de Itatiaia, não tenho dúvidas que Deus me concedeu essa dádiva porque, apesar dos defeitos e incontáveis falhas, sempre procurei usar o rádio como veículo de esclarecimento, seja na prestação de serviços, na transmissão de informação, mas, principalmente, para conscientizar, chamar a atenção das pessoas para o fato de que a vida é resultado de nossas escolhas. E de nossa postura frente aos acontecimentos.

Por exemplo: vejo muita hipocrisia em pessoas que, sabidamente, pensam apenas no próprio umbigo, ignoram as consequências de sua ação predatória na natureza e, depois, na hora da tragédia, seja ela em Brumadinho ou Porto Alegre, pousa de escandalizado, divulgam apoio e até vertem lágrimas.

Leia também

Agora mesmo, há uma discussão da qual quem tem responsabilidade não pode se omitir. A Vale vai iniciar audiências públicas para discutir seu Projeto Apolo, de mineração na Serra do Gandarela. A empresa precisa ser respeitada, gera empregos, impostos, desenvolvimento. Nós temos a obrigação de nos informar, participar do debate – cada um a seu modo – a fim de garantir que a exploração da riqueza mineral não resulte em empobrecimento ambiental.

Cumpri minha missão de repórter, ouvindo os dois lados, chamando ouvintes para a discussão. E queria muito que, pelo menos os que habitam a região metropolitana visitassem a serra, para ver sua fauna, flora, cachoeiras, o nascer do sol, um mundo de possibilidades.

Sei que pode doer, afinal, o filósofo alemão Arthur Schopenhauer advertiu que o homem sofre mais quando conhece mais, compreende a complexidade das coisas e a inesgotável capacidade de fingir que os humanos têm.

Se você não quer fazer parte do time dos fingimentos, enfrente os obstáculos, interesses e, sem paixão ou preconceitos, escolha participar, agir; afinal, como dizia o ex-prefeito de Beagá Maurício Campos: “cada um tem sua consciência e dorme com ela”.


Participe dos canais da Itatiaia:

Antes de trabalhar no rádio, Eduardo Costa foi ascensorista e office-boy de hotel, contínuo, escriturário, caixa-executivo e procurador de banco. Formado em Jornalismo pelo UNI-BH, é pós-graduado em Valores Humanos pela Fundação Getúlio Vargas, possui o MBA Executivo na Ohio University, e é mestre em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Agora ele também está na grande rede!
Leia mais