Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Vídeo: moradores descartam lixo irregular na porta de unidades de recolhimento em BH

Como as Unidades de Recebimento de Pequenos Volumes (URPVs) não recebem qualquer tipo de resíduo, moradores descartam irregularmente lixo na porta das unidades

Belo Horizonte tem 34 Unidades de Recebimento de Pequenos Volumes (URPVs) para receber entulhos, poda, e terra, além de móveis velhos e pneus. Porém, mesmo com o funcionamento da estrutura, a cidade ainda sofre com o descarte ilegal de resíduos em encostas, rios e outros locais inadequados.

Na avenida dos Andradas, na altura do bairro Horto, na região Leste da capital, a reportagem flagrou uma grande quantidade de lixo às margens do Rio Arrudas. Os moradores da região relatam o desconforto com a sujeira e temem o aumento de dengue na região.

"É terrível, porque (jogam) de carroça, carrinho e carro. Às vezes chegam carros e caminhonetes, e despejam. Não tem muito o que fazer. É um pessoal meio maluco e a gente enfrenta alguns desafios de briga e confusão. Eles jogam o lixo a noite, porque é mais fácil e sabem que não vai ter represália”, conta Gilmar Mansur, morador do bairro.

O borracheiro Belchior Azevedo também relata que não consegue chamar a atenção de quem comete as infrações por medo. “A prefeitura vem e limpa, mas eles continuam jogando na rua. Eles não entram dentro da unidade para despejar lá. Fica difícil porque eles jogam lixo, vasilha com água, tem de tudo. E a gente não pode falar nada. Como você vai falar uma coisa dessa? É difícil”, conta.

Leia também

O que são as URPVs?

A chefe do Departamento de Serviços de Limpeza Urbana, a SLU, Erika Santos Rezende, explica que as URPVs não recebem qualquer tipo de material. Isso faz com que os cidadãos que vão até o local descartar itens, acabem deixando o que não podem na porta das unidades.

Segundo ela, uma das estratégias da prefeitura é manter o funcionamento das URPVs aos fins de semana.

“Elas funcionam todos os dias. Então, de segunda a sexta, as unidades funcionam de 7 até às 18 horas. Aos sábados e domingos de 7h40 até às 16 horas, destinados a receber pequenos volumes. Como móveis velhos, pneus, pequenas quantidades de resíduos de materiais de construção”, diz.

Erika esclarece que o que não pode ser descartado nas unidades. “O lixo domiciliar, por exemplo, nunca deve ser destinado para as URPVs, também não são recebidos resíduos de saúde e resíduos especiais, como pilhas e lâmpadas, por exemplo. Por lá também não se pode lançar carcaças de animais mortos”, afirma.

Participe dos canais da Itatiaia:

Júlio Vieira é repórter da Itatiaia.
Fernanda Rodrigues é repórter da Itatiaia. Graduada em Jornalismo e Relações Internacionais, cobre principalmente Brasil e Mundo.
Leia mais