Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

MG: padrasto que obrigou enteado a comer galhos e pedras é indiciado por tortura

Homem pode responder por tortura, enquanto mãe do menino de 8 anos pode responder por omissão; casal já teria deixado filhos sozinhos em casa durante meses

A Polícia Civil indiciou o homem que foi flagrado obrigando seu enteado, de apenas 8 anos, a comer mato e brita como uma forma de castigo por pedir mais comida. O caso foi registrado no dia 12 de fevereiro em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. A mãe da criança também foi indiciada.

Os investigadores da Polícia Civil apuraram com vizinhos que a criança era agredida com recorrência, mas que a mãe não fazia nada para evitar. Um bebê de 2 anos já teria sido retirado do convívio com a família por conta da falta de cuidado do casal.

O padrasto foi indiciado pelo crime de tortura, enquanto a mãe foi indiciada por omissão. O casal, que foi preso no dia em que a ocorrência foi registrada, continua sendo investigado por maus-tratos contra a criança. A polícia também suspeita de que o menino de 8 anos e o irmão, de 16, já tenham sido deixados sozinhos por vários meses em casa.

Leia também

Relembre o caso

Os indiciados foi preso no dia 12 de fevereiro após obrigar o enteado, de 8 anos, a comer galhos e pedras como ‘castigo’ por pedir mais comida durante a refeição. A ocorrência foi registrada na última segunda-feira (12) em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Câmeras de segurança do condomínio em que a família mora, no bairro Santa Rosa, registraram o momento em que o padrasto vai até a garagem do prédio acompanhado do enteado. O homem pega pedras com mato e gravetos e o obriga a mastigar. O autor ainda dá um forte tapa na cara da criança antes de mandá-la cuspir o que estava na boca.

Vizinhos viram a cena registrada pela câmera e denunciaram o caso à Polícia Militar, que foi até o local e prendeu o padrasto. O homem confessou o crime e disse que agrediu a criança após o enteado pedir para comer mais ovos. Após ter o pedido negado, o menino teria dado uma má-resposta ao padrasto, que se revoltou e decidiu ‘puni-lo’ desta forma. A mãe da criança também foi detida por omissão.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Jornalista formado pela UFMG, com passagens pela Rádio UFMG Educativa, R7/Record e Portal Inset/Banco Inter. Colecionador de discos de vinil, apaixonado por livros e muito curioso.
Leia mais