Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Morre motorista socorrido por helicóptero da PRF que fez pouso forçado em BH

Uender Silva de Alencar, de 30 anos, se envolveu em acidente no Anel Rodoviário e foi socorrido pela aeronave; ele estava internado desde o dia 8 de janeiro

Uender Silva de Alencar, de 30 anos, o motorista de uma das carretas envolvidas em um acidente que aconteceu no Anel Rodoviário, no dia 8 de janeiro deste ano, morreu na noite dessa quarta-feira (21). O homem precisou der socorrido por um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF), mas a aeronave precisou fazer um pouso forçado segundos após decolar.

O homem estava internado no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII desde o dia do acidente. Ele teria passado por cirurgias desde então. Uender chegou a ficar em coma, acordou e foi transferido. Porém, semanas depois, o motorista teve uma piora no quadro e precisou passar por cirurgia e voltou para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nos últimos dias.

Ele morava em Goiatuba, trabalhava como caminhoneiro e veio até Minas Gerais a trabalho. O homem se envolveu no acidente quando retornava para aquele estado. Ele deixou a mulher e um filho.

Relembre o caso

Três caminhões e duas carretas se envolveram em um grave acidente no Anel Rodoviário, na altura do bairro das Indústrias, no dia 8 de janeiro, em Belo Horizonte. A ocorrência foi por volta das 11h45, e o trecho ficou interditado por cerca de quatro horas.

O motorista de 30 anos, ficou preso às ferragens e inicialmente seria transportada pela aeronave da Polícia Rodoviária Federal, mas, devido a um pouso de emergência causado por uma falha no helicóptero, ela foi encaminhada por uma ambulância da Via 040 ao Hospital João XXIII. Outras duas vítimas também foram atendidas pelos Bombeiros e pela Via 040, uma delas ao Hospital Municipal de Contagem e outra para um destino não informado.

Seis pessoas estavam na aeronave: o comandante Aurélio Leal, o operador da PRF Lucas Puppim, o copiloto Marlus Paiva, o médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Júlio Guerra e o enfermeiro Alexsandro Marcos, além de Uender Silva de Alencar, vítima socorrida no acidente.

A remoção da aeronave

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) foi acionada e autorizou a retirada o helicóptero. A remoção foi feita por meio de um caminhão guincho na madrugada do dia 9 de janeiro. A aeronave foi levada para o Aeroporto da Pampulha, para investigação.

Leia também

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Formada em jornalismo pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH), já trabalhou na Record TV e Rede Minas. Atualmente é repórter multimídia da Itatiaia. Comunicativa e ligada as redes sociais, entretenimento e cidades.
Leia mais