Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Militar reformado suspeito de assediar funcionárias de hospital em BH é indiciado

Idoso de 71 anos teria estimulado o próprio órgão sexual enquanto as técnicas de enfermagem davam banho no paciente; suspeito deve responder por importunação sexual

Foto mostra fachada do Hospital Felício Rocho, em Belo Horizonte

Hospital Felício Rocho fica no bairro Barro Preto, em Belo Horizonte

Divulgação/Hospital Felício Rocho

Um policial militar reformado de 71 anos foi indiciado nesta quinta-feira (25) pela Polícia Civil pelo crime de importunação sexual contra duas técnicas de enfermagem do Hospital Felício Rocho, no Barro Preto, região Centro-Sul de Belo Horizonte.

As vítimas têm 20 e 40 anos de idade e relataram aos policiais que foram assediadas enquanto davam banho no paciente, que estava internado para passar por uma cirurgia vascular. Durante o banho, o suspeito teria emitido gemidos e estimulado o próprio pênis, além de afirmar que as técnicas de enfermagem deveriam dar banho nele e esfregá-lo ‘pois elas eram pagas para isso’.

Leia Também

Após o banho, as duas denunciaram o caso para a direção do hospital e, na sequência, à Polícia Militar. O idoso chegou a ser preso em flagrante, mas foi beneficiado com a liberdade provisória pouco depois. Entre as medidas cautelares determinadas, está a proibição de se aproximar das duas vítimas.

Com o fim do inquérito, o suspeito foi indiciado duas vezes pelo crime de importunação sexual. Por estar reformado e com idade avançada, o militar deve ser julgado pela Justiça comum.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais