Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Vídeo: suspeitos de atear fogo em homem e cachorro são presos em BH

Suspeitos do crime foram vistos horas antes, empurrando carrinho com corpo da vítima dentro

Design sem nome.png

Vídeo: suspeitos de colocar fogo em homem e cachorro são presos em BH

Reprodução - Itatiaia

A Polícia Militar prendeu os suspeitos de terem colocado fogo em um homem, encontrado carbonizado no último domingo (14), em uma mata ao lado do Beco Palmeiras, na Vila Cristina, em Betim, na Grande BH. De acordo com o boletim de ocorrência, o corpo tinha sinais de violência, os pés estavam amarrados com um arame e o pescoço amarrado ao carrinho de supermercado.

No local, ainda dentro do carrinho foi encontrado também um cachorro morto, que estava parcialmente carbonizado e que pode ser da vítima. A vítima foi encontrada por moradores após avistarem um incêndio próximo a mata, e um homem que foi jogar lixo próximo ao local encontrou a cena.

Segundo a Polícia Militar, o local onde o corpo foi encontrado seria frequentado por usuários de drogas. A linha inicial de investigação da polícia é que a vítima pode ser uma pessoa em situação de rua.

Após os trabalhos da perícia, câmeras de segurança flagraram um homem e uma mulher empurrando um carrinho de supermercado com um saco grande e volumoso, onde o corpo da vítima estaria.

De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher disse que encontrou o suspeito do crime próximo a Via Expressa, já empurrando o carrinho. Ele teria pedido a ela, que ajudasse, porém não disse o que havia dentro. O corpo foi levado até uma mata, próxima a um pasto no ‘beco’ Palmeiras.

A investigação indica que o suspeito do crime, teria pedido a mulher para buscar uma espuma enquanto ele empurrava o carrinho. Porém ao retornar, o carrinho não estava mais com o homem.

Já o suspeito, contou que estava na rua quando foi abordado por um outro individuo que seria traficante do bairro São Luiz, de Betim, oferecendo a ele 5 pedra de crack para levar um ‘lixo’ que estava dentro do carrinho de supermercado até a antena que fica dentro do matagal.

Na versão do homem, ele teria encontrado a mulher no meio do caminho e marcado com ela um programa sexual, já que segundo ele, a mulher seria garota de programa e iria receber com pedras de crack. Ele disse ainda, que deixou o carrinho no local combinado com o suposto traficante. Ele negou a história contada pela mulher, sobre a espuma.

Os suspeitos contaram ainda que não conhecem a vítima e que não sabiam que havia um corpo dentro do carrinho de supermercado. Os dois foram encaminhados a delegacia.

Repórter policial e investigativo, apresentador do Itatiaia Patrulha.
Formado em jornalismo pela PUC Minas, foi produtor do Itatiaia Patrulha e hoje é repórter policial e de cidades na Itatiaia. Também passou pelo caderno de política e economia do Jornal Estado de Minas.
Formada em jornalismo pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH), já trabalhou na Record TV e Rede Minas. Atualmente é repórter multimídia da Itatiaia. Comunicativa e ligada as redes sociais, entretenimento e cidades.
Leia mais