Ouvindo...

Times

Mala com US$ 10 mil é encontrada em meio a doações enviadas ao Rio Grande do Sul

Fotos e documentos ajudaram a identificar e localizar o dono da mala, um delegado aposentado da Polícia Federal; item será devolvido nesta semana

Uma mala com cerca de US$ 10 mil, o equivalente a R$ 53,8 mil na cotação atual, foi encontrada entre donativos que haviam sido enviados às vítimas das enchentes em Pelotas, no Rio Grande do Sul. Na última segunda-feira (10), ao fazer a triagem das doações que haviam chegado do estado de São Paulo, a equipe do deputado federal Daniel Trzeciak (PSDB-RS) localizou, além do dinheiro, fotos e documentos do dono da mala.

Em entrevista à Itatiaia, a jornalista Laura Trápaga, coordenadora do escritório, contou como foi o momento em que descobriu o montante.

“Eu peguei a mala, abri ela e vi que no fundo tinham vários papéis, fotos e um envelope pardo. Dentro dele tinha um outro envelope com os dólares. Ele estava amarrado com aquelas borrachinhas, que já estavam velhas, bem ressecadas. Ela até arrebentou quando tentamos tirar”, disse.

Leia também

Segundo a jornalista, ela decidiu guardar os itens encontrados para procurar o dono quando chegasse em casa, no fim do dia.

“Quando eu cheguei em casa, eu comecei a pesquisar na internet e vi que o dono poderia ser um delegado aposentado da Polícia Federal. No dia seguinte, o deputado entrou em contato com a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal, que passou o contato dele. O deputado entrou em contato e viu que era ele mesmo”, disse.

Ao ser informado dos dólares encontrados, o delegado aposentado disse que tinha guardado o dinheiro para fazer uma viagem há cerca de 20 anos. Porém, ele não se lembrava mais da quantia. Agora, Laura conta que a equipe está estudando uma maneira de enviar os dólares de volta ao verdadeiro dono. Ela acredita que até esta sexta-feira (14), o dinheiro já deve chegar em Santos (SP).

“Foi o desfecho mais feliz e correto. Fica a sensação de ter feito a coisa certa. Tem coisas que tem valor, como o dinheiro, e preço, como a honestidade e a sensação de dever cumprido. Tem gente que vai falar que não fizemos mais que a obrigação, o que é verdade. Mas o óbvio também precisa ser dito. Acredito que com ações como essa, o mundo vai se tornando um lugar melhor”, finaliza Laura.


Participe dos canais da Itatiaia:

Fernanda Rodrigues é repórter da Itatiaia. Graduada em Jornalismo e Relações Internacionais, cobre principalmente Brasil e Mundo.
Leia mais