Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Adolescente de 13 anos morre após sofrer agressões dentro de escola em SP

O adolescente Carlos Teixeira, de 13 anos, morreu uma semana depois que dois alunos da escola onde estudava pularam nas costas dele, na Escola Estadual Professor Júlio Pardo Couto, em Praia Grande, litoral de São Paulo. Julisses Fleming, pai do jovem, afirmou que chegou a levá-lo três vezes na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde ele era apenas medicado e liberado.

“A gente leva a criança para escola achando que a criança vai estudar, que estará segura e, ao final, olha o que acontece”, afirmou o manobrista ao portal G1.

Conforme Julisses, a agressão foi aconteceu no dia 9 de abril por alunos da escola que também estudavam no 6° ano do Ensino Fundamental. No mesmo dia, Carlos já começou a sentir dor nas costas e falta de ar.

O pai do garoto afirmou que o levou três vezes à Unidade de Pronto (UPA) de Praia Grande, mas que o jovem era liberado após medicação, sem passar por exames. Na segunda-feira (15), os sintomas pioraram muito, então ele foi levado para UPA Central de Santos, onde foi internado e entubado. Carlos faleceu na terça-feira (16), após ser transferido para Santa Casa de Santos e ter paradas cardiorrespiratórias.

Conforme Julisses, os médicos suspeitam que a causa da morte de Carlos foi uma infecção no pulmão.

Agressão na escola

Julisses também contou que no dia da agressão Carlos estava de costas quando os dois adolescentes pularam em cima dele. Ele informou que o garoto já sofria bullyng e já teria sido agredido outras vezes por colegas na escola. “Me sinto acabado e destruído [...]. O meu filho estava sofrendo bullying. O meu menino estava em estado de pânico o tempo todo”, afirmou Julisses.

Investigação

Em nota à Itatiaia, a Secretária de Educação de São Paulo informou que lamenta profundamente o falecimento de Carlos. O órgão afirmou que a Diretoria de Ensino de São Vicente instaurou uma apuração preliminar interna do caso e que colabora com as autoridades nas investigações.

Já a Polícia Civil informou à Itatiaia que está investigando a morte do adolescente como morte suspeita. A corporação solicitou exames necroscópicos.

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

Ana Luisa Sales é estudante de jornalismo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Na Itatiaia desde 2022, já passou por empresas como ArcelorMittal e Record TV Minas. Atualmente escreve para as editorias entretenimento, curiosidades e cidades.
Leia mais