Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Brasileiro com 12 acusações de pedofilia é preso nos Estados Unidos

Homem é suspeito de cometer crimes como estupro, agressão e divulgação de material obsceno para menores; prisão aconteceu na cidade de Revere, em Massachusetts

Um brasileiro, de 53 anos, foi preso suspeito de cometer crimes sexuais contra crianças na cidade de Revere, em Massachusetts, nos Estados Unidos. As informações foram divulgadas pelo ERO (Operações de Execução e Remoção, na sigla em inglês), emitido na sexta-feira (12).

Segundo o ERO, o homem foi preso no dia 28 de março, próximo à sua casa. O brasileiro vivia ilegalmente nos Estados Unidos e tem 12 acusações de pedofilia. Ele é suspeito de cometer crimes como estupro, agressão e divulgação de material obsceno para menores.

“Este cidadão brasileiro foi acusado de alguns crimes horríveis e perturbadores. Este certamente não é o tipo de pessoa que queremos interagindo livremente com as crianças dos nossos bairros”, disse o diretor do ERO em Boston, Todd M. Lyons.

Leia também

Ainda segundo o órgão, o brasileiro entrou pela primeira vez nos Estados Unidos por Miami, em 6 de setembro de 2001. O homem só tinha autorização para permanecer do país até até 5 de março de 2002, mas não deixou os EUA na data.

O brasileiro foi encontrado pelo ERO em 27 de março de 2007, após uma investigação conduzida pelo Departamento de Polícia de Everett e pelos Correios dos EUA. Ele foi detido e colocado em processo de remoção. Em 12 de fevereiro de 2008, um juiz de imigração do Departamento de Justiça (DOJ) em Boston permitiu que o suspeito voltasse voluntariamente para o Brasil.

O brasileiro deixou os EUA em 6 de junho de 2008, porém retornou para o país em uma data ainda desconhecida. O suspeito de pedofilia foi preso, pela primeira vez, em 20 de dezembro de 2021, por acusações de agressão indecente a uma criança e estupro de outra.

Em 7 de abril, o brasileiro foi processado no Tribunal Superior de Middlesex, após ser indiciado por mais 12 acusações de crimes sexuais contra menores. O homem foi indiciado por cinco acusações de estupro, quatro de estupro de uma criança com menos de 10 anos de idade, uma acusação de agressão indecente a uma criança menor de 14 anos; e uma acusação de material obsceno para menor.

“O Tribunal Superior do Condado de Middlesex não honrou o pedido do ERO e liberou o não cidadão brasileiro da custódia em 23 de novembro de 2022", diz o comunicado.


Participe dos canais da Itatiaia:

Fernanda Rodrigues é repórter da Itatiaia. Graduada em Jornalismo e Relações Internacionais, cobre principalmente Brasil e Mundo.
Leia mais