Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Polícia Civil identifica trio que matou PM e filha em SP

Vítimas foram mortas a tiros na madrugada de sábado (24)

Os três suspeitos de matar a tiros um policial militar e a filha dele, de 19 anos, foram identificados pela Polícia Civil de São Paulo no domingo (25). O crime aconteceu na Vila Medeiros, Zona Norte da capital paulista, na madrugada de sábado (24), em frente a uma farmácia.

Ainda no sábado, o carro usado pelo trio foi localizado na Comunidade São Rafael, em Guarulhos, na Grande São Paulo, a cerca de 3 quilômetros do local do crime. No veículo, os policiais recolheram impressões digitais e material biológico que permitiram identificar os suspeitos.

Eles tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça. Os três estão sendo procurados e, até a manhã desta segunda-feira (26), não haviam sido localizados pelos investigadores do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP-SP), o cabo Anderson de Oliveira Valentin, de 46 anos, estava de folga e havia ido até uma farmácia com a filha e esposa, por volta das 5h. Enquanto a companheira estava na farmácia, o policial permaneceu com a filha dentro do veículo estacionado.

Imagens de uma câmera de segurança, que circulam nas redes sociais, mostram o momento em que três suspeitos se aproximam do carro. O policial saca uma arma e mostra aos criminosos, ainda dentro do carro. Logo em seguida, ele desce e há uma troca de tiros.

O PM e a filha, que estava no banco de trás, foram atingidos. Eles chegaram a ser socorridos, mas não resistiram. O policial também tinha um terreiro de Umbanda, na Zona Norte de São Paulo. A polícia investiga o caso.

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais