Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Mulher morre 10 dias depois de se queimar ao fritar ovo no interior de SP

Elisângela Oliveira de Jesus, de 33 anos, despejou ovo e água em fritadeira com óleo quente; reação causou explosão e fogo atingiu parte do rosto da mulher

Uma mulher morreu, nesta segunda feira (26), 10 dias depois de sofrer graves queimaduras enquanto fritava um ovo, em Rio Claro, no interior de São Paulo. Elisângela Oliveira de Jesus estava internada na Unidade de Tratamento de Queimaduras (UTQ) da Santa Casa de Misericórdia de Limeira. As informações são do G1.

No dia 16 de fevereiro, a mulher colocou uma frigideira com óleo para esquentar no fogão e quebrou um ovo em um outro recipiente para verificar se ele não estava estragado. Porém, ela não percebeu que havia água no recipiente e despejou todo o conteúdo na frigideira.

Leia também

Após a água entrar em contato com o óleo quente, houve uma explosão e as chamas subiram. O fogo atingiu parte do rosto de Elisângela, a blusa e o sutiã de amamentação que ela usava. A mulher tinha uma filha de um ano.

Elisângela foi socorrida e encaminhada à Santa Casa de Rio Claro. Depois, a mulher foi transferida para o hospital de Limeira, especializado em tratar queimados.

Uma nova cirurgia estava agendada para esta segunda, mas Elisângela sofreu uma parada cardiorrespiratória e morreu.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Fernanda Rodrigues é repórter da Itatiaia. Graduada em Jornalismo e Relações Internacionais, cobre principalmente Brasil e Mundo.
Leia mais