Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Sobrinho de chefe do PCC é morto após ser baleado por policiais da Rota, em Santos

Caso aconteceu na noite de sábado (10), no litoral paulista

Rota São Paulo

Policiais da Rota reforçaram policiamento na Baixada Santista

Divulgação | Redes Sociais

Um homem morreu depois de ser baleado por policiais da Rota, o pelotão de elite da Polícia Militar (PM) de São Paulo, na noite de sábado (10), em Santos, no litoral paulista. Segundo a Polícia Civil, ele é sobrinho de um integrante da cúpula do Primeiro Comando da Capital (PCC).

A morte do homem, de 36 anos, foi a 19ª neste mês na Baixada Santista, que tem duas operações policiais em andamentos, a Verão e a Escudo. O policiamento no litoral está reforçado para combater o crime organizado e encontrar suspeitos de ataques a policiais.

Conforme a polícia, os policiais estavam investigando uma denúncia de que um suspeito estava com um fuzil no carro. Os policiais tentaram abordar o homem, que jogou o veículo dele na viatura. Ele foi baleado na sequência pelos PMs da Rota. O fuzil foi encontrado no carro.

O homem chegou a ser socorrido e levado para a Santa Casa de Santos, mas não resistiu aos ferimentos. Ele tinha passagens por crimes como tentativa de homicídio e associação criminosa.

Segundo a polícia, o homem é sobrinho de Fernando Gonçalves dos Santos, o Azul, que cumpre pena por roubo, tráfico de drogas e associação para o tráfico em Porto Velho (RO).

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais