Wellington Campos

Coluna do Wellington Campos

Veja todas as colunas

CBF precisa falar grosso com a Conmebol

Seria importante uma saída dos clubes brasileiros das próximas competições?

20/09/2018 às 08:41
CBF precisa falar grosso com a Conmebol

Que falta representatividade do Brasil nas entidades como Conmebol e Fifa é fato. Diferente de outros tempos, prejudicar a seleção brasileira e os clubes nas competições internacionais era quase impossível.

Na Copa da Rússia tivemos problemas e, agora, na Libertadores, estamos sofrendo com os desmandos e absurdos da entidade sul-americana.

Alguém pode até dizer que o choro é por causa do Cruzeiro. Também.

Porém, os fatos recentes nos levam ao ao estarrecimento de ver os clubes brasileiros prejudicados na cara dura. Sem o menor pudor.

O que fizeram com o Santos, julgar um caso de atleta irregular um dia antes da partida de volta e dar o resultado do julgamento momentos antes do jogo, foi uma covardia. O psicológico dos atletas e da torcida vão para o buraco negro.

O lance do zagueiro Dedé com o goleiro Andrada foi um acidente de trabalho. Dedé não é violento. Muito pelo contrário. E utilizar o VAR para um lance em que ninguém do time argentino sequer reclamou, foi uma vergonha.

A CBF precisa falar grosso com a Conmebol. 

A Libertadores paga mal, tem estádios ridículos, arbitragens tendenciosas e uma entidade que não consegue valorizar sua competição fazendo o jogo limpo, sem atletas irregulares.

Seria importante uma saída dos clubes brasileiros das próximas competições para arrumar a casa?

Acredito até que seria bom um susto nesta gente.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Entre as drogas estavam 307 quilos de maconha

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Negócio envolve R$ 7,5 bilhões e a aquisição de 386 unidades de varejo de autosserviço

    Acessar Link