Wellington Campos

Coluna do Wellington Campos

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Record foge da briga. Será que a RedeTV leva o Brasileirão 2012/2014?

Record foge da briga. Será que a RedeTV leva o Brasileirão 2012/2014?

06/05/2013 às 02:27

O Clube dos Treze cumpriu a concorrência pública, como definiu o CADE - Conselho Administrativo do Direito Econômico - para TV aberta do Campeonato Brasileiro, no triênio 2012/2014. A instituição recebeu o envelope com a proposta da RedeTV , com a oferta de R$ 516 milhões, que poderia ser maior, se a Rede Record não desistisse de brigar pelas transmissões na manhã dessa sexta-feira(11). Segundo João Alberto Romboli, Diretor de Relações Institucionais da RedeTV, havia um segundo envelope com uma oferta de quase R$ 800 milhões. A vencedora tem 30 dias para desistir da concorrência, mesmo anunciando que as cinco cotas de patrocínio já foram vendidas. A desistência se dará no momento em que o C13 não conseguir as vinte assinaturas dos clubes. Hoje, o C13 tem oito: São Paulo, Atlético MG, Atlético PR, Bahia, Guarani, Internacional, Sport Recife e Portuguesa. Os outros, doze clubes, estão em processo adiantado de negociação com a Rede Globo. No comunicado oficial a Rede Record disse que desistiu porque o C13 está fragmentado, mas, admite negociar em separado com os clubes, como fez a Rede Globo. Na verdade, mais uma vez, a TV Record faz uma fumaça danada, diz que pagará tantos milhões e na hora desiste, deixando órfãos torcedores que esperavam ver as partidas de futebol em outro canal, sem ser a TV Globo, e em horário mais interessante para ir ao estádio ou assistir de casa. Há quem acredite que RedeTV e TV Globo possam se acertar, fazendo uma conta de chegar nessas transmissões da série A, como já acontece com a Bandeirantes. Não esqueça que na TV aberta é a RedeTV quem mostra a série B, aliás, o Dr. Fábio Koffe se comprometeu a receber os clubes da segunda divisão e melhorar substancialmente as cotas de televisão, saindo dos ridículos R$ 600 mil por ano, para cada clube. O mais exaltado da entrevista em São Paulo, foi o diretor executivo do C13, Ataíde Gil Guerreiro, criticando abertamente os cariocas, principalmente Vasco da Gama e Botafogo pela desistência, a CBF por não dar um soco na mesa e acabar com a bagunça e a TV Globo, dizendo que ela fez um ótimo trabalho para o futebol brasileiro nos últimos anos, mas foi muito bem remunerada e já era hora de trocar de canal. Na minha opinião, essa novela está na metade e um pouco longe do capítulo final. Pelo menos já temos valores de uma proposta e certamente as assinaturas não serão conseguidas dentro desses trinta dias. Podemos começar do zero se a RedeTV desistir do contrato, sem o aval dos de todos os clubes, como ela deseja e precisa. Nos últimos contratos, a Rede Record sempre obrigou a Rede Globo a gastar mais com o futebol. Nesse, ela já está fora ao deixar de apresentar uma proposta. Dizer que vai conversar em separado com os clubes não terá um canal de diálogo amistoso. O presidente do Atlético, Alexandre Kallil, diz que o dinheiro está na mesa e os clubes precisam analisar essa proposta que prevê um aporte 30% a título de luvas para os clubes e faz conta de faturamento com todas as mídias em torno de R$ 3 bilhões, no mínimo, por 3 anos de contrato. Corinthians, Flamengo, Vasco, Botafogo, Fluminense, Santos, Grêmio, Coritiba, Vitória, Goiás, Palmeiras e Cruzeiro estão com a TV Globo e aguardando as cenas dos novos capítulos dessa novela, um verdadeiro "vale a pena ver de novo". O final você já sabe!

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Democrata governa com maioria apertada no Congresso

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    De 18 casos identificados no Brasil, dois resultaram em morte

    Acessar Link