Wellington Campos

Coluna do Wellington Campos

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Olho grande proibido na Copa do Mundo

Olho grande proibido na Copa do Mundo

06/05/2013 às 02:27

Mais rápido do que imaginamos a Copa do Mundo aqui no Brasil vai virando realidade. As obras dos estádios entram na fase final e em junho de 2013 vamos entregar seis arenas aos torcedores do mundo inteiro. A FIFA vai percebendo nosso poder de realizar. Copa do Mundo em doze estádios foi um desafio que o Brasil solicitou e muitos duvidaram. As coisas caminham com certa satisfação. Os preços dos ingressos também foram revelados e a procura tem sido muito boa. As partidas eliminatórias vão acontecendo e já podemos tentar adivinhar que vem para a festa de 2014. Sim, uma Copa do Mundo é uma grande festa e por aqui não será diferente. Conhecer o Brasil é desejado pelos povos de outros países e continentes. Porém, uma coisa preocupa. O Brasil é um país caro. Nossa comida, hotéis, passagens áreas, alugueis, diversões, tem preços salgados se comparados com países mais evoluídos. A Copa do Mundo da África esbarrou no olho grande dos empresários, principalmente da rede hoteleira, que vislumbrou lucros astronômicos com a realização do Mundial. Sobraram vagas nos hotéis, devido ao preço e ao frio. A FIFA teve que distribuir ingressos nas áreas mais pobres para que os estádios não ficassem vazios. O Brasil precisa imediatamente ficar de olho nisso e se defender dos aproveitadores de ocasião. Aqui no Rio de Janeiro os preços dos imóveis quadruplicaram para compra e aluguel. O mercado imobiliário se aqueceu e jogou os preços para o alto. Com pequena demanda, timidamente começa a cair. Fazer um bom negócio aqui, só depois de 2016, após as Olimpíadas do Rio de Janeiro. Não podemos correr o risco de ficar apenas com os brasileiros a festa da Copa do Mundo. Vamos precisar dos turistas para vender uma boa imagem do Brasil. Para isso, o governo precisa fazer uma boa política de preços e serviços. Inclusive fazendo a internet funcionar com qualidade para que o mundo se conecte ao Brasil em segundos.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Mãe da criança, à princípio, achou que se tratava de uma brincadeira, mas logo constatou que não

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Ausências por Covid e incômodo desfalcam Raposa, mas atletas da base podem receber oportunidades

    Acessar Link