Wellington Campos

Coluna do Wellington Campos

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Não existe nada como Cruzeiro e Atlético

Não existe nada como Cruzeiro e Atlético

06/05/2013 às 02:27

Dizia Valdir Amaral, um dos maiores locutores do rádio esportivo do Brasil, que a vida muda de minuto a minuto. Para Cruzeiro e Atlético tais palavras se encaixam perfeitamente. A CBF quando fez a tabela do Brasileirão 2011 jamais imaginaria que o grande clássico mineiro seria vivido muitas semanas antes do jogo e este ficará para sempre na memória dos torcedores, cada um com seu direito sagrado de pensar o que aconteceu em campo, em Sete Lagoas.

Nenhum Cruzeirense, por mais otimista, cravaria 6x1 e nem o Atleticano nos piores dos seus pesadelos imaginaria tal humilhação. Na última coluna dizia que o Cruzeiro dependeria do Atlético e do Joel Santana e muitos torcedores dos dois times opinaram e certamente vão fazer de novo, daqui a pouco. O Cruzeiro dependeu dele com bom futebol e do Atlético sem o mesmo.

Que o Cruzeiro jogou tão bem como em momento algum jogou no campeonato é fato. E o Atlético, do presidente Alexandre Kallil, expressou bem sua indignação ao microfone da Itatiaia logo após o clássico, tirando dos atletas um prêmio de R$ 1 milhão para rebaixar o time celeste e se dizendo humilhado pelo resultado, ficando com vergonha de sair de casa.

O Roger fez jus ao sobrenome e foi flores para os olhos Cruzeirenses e não foi flor que se cheira para os Atleticanos. Jogou muito e falou bonito ao final da partida, consciente, pediu desculpas aos torcedores por uma temporada que é para ser esquecida, menos o clássico.

O Atlético teve, e talvez nunca mais tenha, uma oportunidade como essa de afundar seu maior adversário com a presença única dos Cruzeirenses. E como dizia minha falecida avó Iracema, lá em Formiga, desgraça pouca é bobagem, bom é muita,o Galo ainda levou a maior goleada da história de Cruzeiro e Atlético. Quando vai devolve-la, não sei, assim como não imaginava essa.

Para 2012 vamos esperar um Cruzeiro com cara de Cruzeiro, brigando por títulos nacionais e internacionais, valendo o mesmo para o Atlético que melhorou no segundo turno do Brasileirão, mas tomou uma chinelada que ficará dolorida por muito tempo.

Ano que vem, os times da capital terão de novo casa própria. A volta do novo estádio Independência vai dar moral e impor novamente respeito aos adversários. O prejuízo de ficar sem o Mineirão também ao mesmo tempo valeu o descenso do América e o quase rebaixamento do Cruzeiro.

Sete Lagoas entra para a história do clássico com sete gols, conta de mentiroso, até por que não existe nada no mundo como Cruzeiro e Atlético. E até o próximo!

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Coimbra convida jogador da Copa Itatiaia Kaiser para testes no clube https://www.itatiaia.com.br/CopaItatiaia/noticia/coimbra-convida-jogador-da-copa-itatiaia-kaiser-para-tes...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A suspeita é de que a vítima estava em alta velocidade #itatiaia

    Acessar Link