Wellington Campos

Coluna do Wellington Campos

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Marcelo Oliveira faz história no Coritiba

Marcelo Oliveira faz história no Coritiba

06/05/2013 às 02:27

A Copa do Brasil finalmente será decidida. Final inédita. O Vasco da Gama chegou em 2006 contra o Flamengo e ficou sem o título. O Coritiba chega pela primeira vez. Mereceram pelo futebol apresentado ao longo do torneio, caminho mais curto para a Copa Libertadores da América. Quem for, representará bem o futebol Brasileiro. São clubes de camisas bonitas, fortes e grandes torcidas. Ficou de bom tamanho. O Coritiba renasce depois daquele trágico jogo final com o Fluminense, culminado com o rebaixamento em 2009, vândalos, pessoas machucadas, estádio interditado, perda mando de campo de 10 partidas, processos, prisões, sangue e lágrimas. As pessoas de bem, competentes, reergueram o Coxa. Hoje é bom ver o momento do time, apenas uma derrota em todos o ano de 2011. Fantástico. Se fosse o Barcelona, Real Madrid, já teria virado filme ou programa especial da Tv. Como estamos no Brasil, passa desapercebido o sucesso. Complexo de vira-lata, como dizia o imortal tricolor Nelson Rodrigues. O Vasco começou o ano com derrotas consecutivas e tropeços no Carioca que muitos chegaram a acreditar até em rebaixamento estadual. "Cruz credo", diria vovó Iracema lá do Céu. E com bênçãos de Nossa Senhora das Vitórias, Capela atrás do gol de São Januário, o Vasco viu a chegada de Ricardo Gomes e reforços o bom caminho tomado para realçar uma história de 8 anos sem título expressivo. "Campeão da Série B foi apenas uma obrigação"diz qualquer vascaíno apaixonado. O ex-presidente Eurico Miranda, em l989, quando chegou a CBF para trabalhar com a Seleção Brasileira, sugeriu e criou a Copa do Brasil, nos moldes das copas de Portugal, Espanha, Inglaterra, Itália, França e outras na Europa, oficializando o famoso "bye bye Brasil", excursões que os clubes do sudeste faziam pela regiões Norte e Nordeste do Brasil e ganhou esse apelido por causa do filme de José Wilker e Beth Faria de 1985 que abordou, de caminhão pequeno, circulavam pelas pequenas cidades do Brasil fazendo shows e outras atrações. Por fim, quero dizer da alegria de ver dois treinadores que aproveitaram suas chances para mostrar muita capacidade e futuro. Ricardo Gomes, ex-zagueiro de futebol refinado, já tem uma rodagem maior, passando por Europa e grandes clubes, além da Seleção Brasileira Pré-Olímpica que fracassou em 2004, tirando o Brasil de Atenas. Marcelo Oliveira, vi jogar numa equipe do Atlético de uma geração maravilhosa com tantos talentos revelados por Barbatana. Era o famoso "Galinho"que sempre batia na equipe principal nos treinamentos coletivos na Vila Olímpica, e depois foi promovida toda equipe como o Galo forte, de grandes partidas promovidas por Reinado, Cerezo, Marcelo, Paulo Isidoro, João Leite e tantos outros. Marcelo Oliveira, aproveita a chance como treinador de ponta. Já no Paraná Clube dava mostras de ser bom e veio a grande oportunidade com o Coritiba. Vasco ou Coritiba, quem for campeão terá uma linda história para contar. Sem contestação.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Covid-19: 85% dos internados em Belo Horizonte não se vacinaram, diz Kalil. #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/covid-19-85-dos-internados-em-belo-horizonte-nao-se...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A declaração foi feita após o anúncio de que a volta às aulas para as crianças de 5 a 11 anos será adiada para o dia 14 de fevereiro em Belo Horizonte

    Acessar Link