Ouça a rádio

Compartilhe

Felipão é sábio e não guarda lugar de ninguém na Seleção

Ainda falta uma gestação inteira para começar a Copa do Mundo no Brasil e o técnico Luiz Felipe Scolari não esconde de ninguém que a Seleção Brasileira vai nascer de parto normal...

Ainda falta uma gestação inteira para começar a Copa do Mundo no Brasil e o técnico Luiz Felipe Scolari não esconde de ninguém que a Seleção Brasileira vai nascer de parto normal. A corrida dos espermas verde-amarelos para formar o time esquenta com a provocação desse ou daquele nome. Só a bola rolando poderá dar nomes aos canarinhos de Felipão. Nossa Senhora do Bom Parto ilumine nosso treinador.

Felipão adiantou aos jogadores e à imprensa que ninguém tem lugar cativo. Tudo de bom e gostoso da Copa das Confederações de junho está sendo esquecido por ele. Inclusive o amistoso com derrota para a Suíça não teve prejuízo para os atletas em termos de aproveitamento para o Mundial. 

Felipão é sábio e não guarda lugar de ninguém na Seleção Brasileira, mas adiantou que vai realizar de quatro até seis experiências com outros jogadores até dezembro, quando pretende ter o grupo definido, ou bem adiantado. Sabemos que o futebol brasileiro tem capacidade de produzir novos talentos com uma velocidade incrível, e garantir vagas seria assinar um autorização de relaxamento para o atual grupo.

Quem já reaparece no grupo e quer voar pela lateral direita é Maicon, ex-Cruzeiro, com uma chance de ouro de recuperar a titularidade no time. Muita gente contesta o momento do Daniel Alves. Outro que, como se fosse um bom mineiro, e parece que aprendeu a comer a míngua pelas beiradas, quando morou em Belo Horizone, é Ramires. Treinando bem, sendo útil no esquema tático e oferecendo opções ao treinador. Só depende dele para continuar na Seleção.

Com o atacante Fred machucado, Jô e Alexandre Pato brigam pela camisa 9. Muita gente de olho no campeonato brasileiro da série A gostaria de uma oportunidade para o Walter, o "gordinho" do Goiás, que anda comendo a bola literalmente, e o oportunista Ederson do Atlético Paranaense, autor de gols de gente grande.

Agora é curtir essa gravidez nacional e esperar dentro de nove meses uma Seleção Brasileira bonita, forte, comprometida com o povo e, acima de tudo, vencedora. 

Tomara que o Felipão não tenha aqueles desejos esquisitos de muitas grávidas por ai. Saúde e boa hora Brasil!