Wellington Campos

Coluna do Wellington Campos

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Felipão e a difícil missão de montar a Seleção Brasileira

"Não existe atalho para o sucesso", essa frase foi utilizada pelo técnico Luiz Felipe Scolari na entrevista coletiva depois do jogo com a Rússia em Londres...

20/05/2013 às 03:59

"Não existe atalho para o sucesso", essa frase foi utilizada pelo técnico Luiz Felipe Scolari na entrevista coletiva depois do jogo com a Rússia em Londres,  no empate de 1a1. Felipão lembrou que a cada jogo ele consegue um pouco mais na montagem da Seleção Brasileira. Vai descobrindo novos jogadores e ajeitando a maneira de jogar do time. Como todos nós, ele entende que estamos longe daquilo que os torcedores esperam, mas vai conseguir, como foi em 2002. Para a Copa das Confederações alguns nomes parecem certos: goleiro Julio César, Thiago Silva, David Luiz, Oscar, Fred, Lucas, Neymar, Ramires, Hulk, e Fernando. Aliás, Fernando do Grêmio, lembra um pouco o início do Gilberto Silva na Seleção. Joga limpo, sabe muito bem proteger a zaga e sabe chegar no ataque. Joga para o time. O atacante Fred tem aproveitado da melhor mateira possível suas oportunidades fazendo gols. Artilheiro vive de disso. Longe das lesões, Fred se torna o homem da camisa número 9 do Brasil. O predestinado, como diz Milton Naves no microfone da Itatiaia. Em algumas posições o técnico Felipão ainda vai procurar por jogadores. Daniel Alves não tem conseguido jogar na Seleção aquele bom futebol que mostra pelo Barcelona. Na lateral esquerda ainda temos dúvidas. E Hulk entrou muito bem contra Rússia, dando a sensação de ser jogador para segundo tempo. Kaká e Ronaldinho Gaúcho brigam por uma vaga no time. Poderiam jogar juntos. Gostaria de ver, porém Felipão já deixou a entender que jogará um ou outro. Se Ronaldinho Gaúcho conseguir fazer na Seleção Brasileira os lançamentos que faz jogando pelo Atlético será uma arma e tanta para o time. Felipão tem uma missão difícil de montar a equipe. Falta tempo para treinar. Ele vai se apegar aos treinos e amistosos já no final de maio tentando milagre de dar entrosamento e padrão de jogo ao selecionado nacional. Vamos precisar ter paciência com ele e o time, e sabemos que paciência em futebol é uma coisa rara.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bombeiros suspeitam que o motorista pode ter sofrido uma parada cardíaca

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Mãe da criança, à princípio, achou que se tratava de uma brincadeira, mas logo constatou que não

    Acessar Link