Wellington Campos

Coluna do Wellington Campos

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Cruzeiro paga mico. Exemplo serve para o Galo também

Cruzeiro paga mico. Exemplo serve para o Galo também

06/05/2013 às 02:27

O torcedor Cruzeirense está chateado, alguns desiludidos e outros bastante preocupados. Não é para menos. O primeiro semestre passou de maneira frustrante a cada 90 minutos e até nos acréscimos dos árbitros. Não houve uma grande partida no ano.

O Cruzeiro viveu até agora da goleada de 6x1 no Galo como se fosse a conquista de um título. Pode até ser na rivalidade caseira, porém, ela mascarou quase todos os problemas da temporada passada e reforçou a necessidade de ser um grande time. Dá a sensação que os dirigentes incorporaram a cultura dos torcedores de que quanto pior no adversário melhor para nós. Alguém escreveu que nós mineiros precisamos parar com isso. Poderíamos copiar a rivalidade gaúcha de Inter e Grêmio. Lá, ser maior que o rival é a meta. Cada um tempo estádio, grande número de associados, títulos e mais títulos internacionais. Vágner Mancini, uma excelente pessoa, pagou o preço da inexperiência em grandes clubes. Sem grandes jogadores não conseguiu dar confiança ao torcedor e sai do Cruzeiro levando na bagagem uma goleada no Galo quando poderia ter caído para segunda divisão. Será lembrado na história do Cruzeiro apenas por um jogo. O presidente Gilvan Tavares tem a responsabilidade e a obrigação de pensar grande. O Cruzeiro já algumas décadas, deixou de ser o time da cidade ou do estado. Ganhou fama no Brasil e respeito no exterior. E seguir essa tradição custa esforços acima de nossas capacidades e ser criativo é necessário. Os torcedores  sabem que o time precisa, além de um treinador competente no banco de reservas, de grandes jogadores. Laterais, zagueiros, meias e atacantes. Nesse momento, apenas o goleiro Fábio tem a unanimidade da torcida. O sabor amargo das derrotas traz reflexão. Não se pode perder tempo. Aliás, o trabalho para o Brasileirão já está atrasado, no Cruzeiro e no Galo. Sei alguns Atleticanos vão também concordar que nosso alerta também serve para o Galo, para o América e para todos os clubes. Vamos parar de achar que apenas os clubes de Rio de Janeiro e São Paulo são os grandes do Brasil e nós somos menores. Os clubes de Minas Gerais possuem mais estruturas que os cariocas e paulistas e precisamos fazer valer isso aí.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O erro só foi descoberto porque o corpo do homem estava demorando para ser liberado

    Acessar Link