Wellington Campos

Coluna do Wellington Campos

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Cruzeiro encarna o "time de guerreiros celestes"

Cruzeiro encarna o "time de guerreiros celestes"

06/05/2013 às 02:27

Com os olhos marejados abro essa coluna no calor da emoção que só rádio traz. Depois de Internacional 1x1 Corinthians  em Porto Alegre já no hotel me agarrei ao Rádio para acompanhar a transmissão da Itatiaia de Cruzeiro e Atlético Goianiense. Precisava fechar a rodada com resultado positivo depois da vitória histórica do Atlético no Engenhão em cima do Fluminense, quebrando um tabu dos mineiros não conseguirem vencer naquele estádio. O empate heróico do América com menos um homem com o Grêmio, faltava o Cruzeiro ser um verdadeiro time de guerreiros. E assim foi graças aos Deuses do futebol.

Em 2.009 vivi de perto o drama do Fluminense de Cuca, um time de superação e uma torcida que mandava lutar até o fim. Deu tão certo que os matemáticos piraram. Alguém escreveu que os matemáticos não prevêem superação.

No sábado, Mário Henrique soltou seu vozerão para contar uma vitória divisora de águas para o Atlético sobre o Fluminense, quando tudo conspirava contra. O Galo cantou alto no Engenhão. Time unido se abraçou no meio do gramado após o fim do jogo e a torcida voltou a sorrir.

No domingo, Alberto Rodrigues recebeu o comando de Milton Naves que deseja felicidade ao Cruzeiro e ela veio. Sofrida como tudo na vida para quem quer vencer, ficando atrás no placar duas vezes para a boa equipe do Atlético Goianiense. A chuva, o frio, o sofrimento, os números, enfim, tudo era ingrediente de um drama celeste.

No jogo pelo rádio os gols perdidos foram se sucedendo e o desespero foi crescendo. Os comentários de Junior Brasil dava a medida exata do sufoco e da entrega dos guerreiros celestes,  precisava vencer para usar a água de tantas lágrimas misturada com a chuva e lavar as almas cruzeirenses.

E os gols foram saindo, a emoção crescendo e a tão desejada vitória depois de onze rodadas chegou como se fosse a conquista da mulher desejada e amada. Os cruzeirenses aliviados se manifestaram da maneira mais natural para o momento cantando o "time de guerreiros" criada pelos tricolores. Nessa hora existe a licença poética para copiar o que a nossa alma canta e fica tudo certo.

Principalmente Atlético e Cruzeiro não conquistaram nada, mas tais vitórias são recomeços de um campeonato que precisa ser escrito com os clubes mineiros no alto da tabela. A hora de pensar jogo a jogo e lutar, torcer, sofrer e depois sorrir.

O Cruzeiro encarna o "time de guerreiros celestes modelo 2011",  e que assim seja até o final do campeonato e que a sorte não desampare o Atlético e o América Também.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Equipes decidem a taça nesta terça-feira (25), dia do aniversário da cidade de São Paulo #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Problema afeta deslocamento até estações Barreiro e Diamante #itatiaia

    Acessar Link