Wellington Campos

Coluna do Wellington Campos

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Cruzeiro e Atlético visto de longe.

Cruzeiro e Atlético visto de longe.

06/05/2013 às 02:27

Espiando de longe, aqui do Rio de Janeiro, o primeiro clássico Cruzeiro x Atlético de 2011 parece que será diferente. Será no sábado, e não no consagrado domingo, de macarronada e frango ensopado. O palco será a Arena do Jacaré em Sete Lagoas, e não no querido Mineirão, que deixa saudades no povo e água na boca daquele feijão tropeiro. E o Independência hein? quando ficará pronto? E o que mais me intriga: só uma torcida declarada, a do Cruzeiro, nas arquibancadas. Aqui de longe, não consigo entender se o pai é cruzeirense e o filho atleticano, ou vice e versa, eles não poderão ir ao estádio no sábado. Darei dois séculos para as explicações e mais cinco para o convencimento que as pessoas de bem ficam fora do clássico. No campo da bola, até então zagueiro do Cruzeiro, Leonardo Silva, mudou de lado. A Itatiaia noticiou várias vezes como foi desgastante essa transferência. Agora, Leo, terá chances de provar que tinha condições de jogar pelo time celeste. Richarlyson que chegou prometendo vida nova, vai cumprir suspensão e gostaria de ver o clássico com ele em campo. É bom de bola sim. Pelos lados da Toca da Raposa, penso ser correto o pensamento do técnico Cuca em deixar o recém contratado Victorino de fora. Ainda se adaptando, e logo de cara um clássico para um zagueiro, é difícil. Veja aqui no RIo, Rafael Moura voltou ao Fluminense e em dois jogos fez quatro gols, mesmo sem jogar bem e já conhecia o tricolor das Laranjeiras. Pelo Twitter, pelo noticiário dos clubes e conversando com os companheiros de redação, sinto que o jogão, antes de começar, está morno. Zezé Perrella e Alexandre Kalil, grandes presidentes, estão calados, nada de provocação, pelo menos ainda. E isso dita o ambiente par o clássico. O que mais gostei foi a indicação e sorteio do jovem árbitro Cleison Veloso Pereira, 31, motorista de táxi do Aeroporto de Confins, formado em Gestão Pública e da nova geração de bons árbitros, que a Comissão Nacional tem as melhores recomendações. Fico feliz de Cruzeiro e Atlético dar um tempo naquela história de que árbitro mineiro não dá sorte no clássico. Árbitro é para apitar. Ao Cleison Pereira duas dicas: nada de esquentar o jogo. Serenidade total. E se uma daquelas oitocentas câmeras de teve te pegar em algum lance cabeludo, lembre de dizer que você é ser humano e que a FIFA ainda não admite tecnologia. Mas, prefiro guardar esse espaço aqui, para depois do jogo elogiar você. Boa sorte a todos e que vença o melhor!

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    A declaração foi feita após o anúncio de que a volta às aulas para as crianças de 5 a 11 anos será adiada para o dia 14 de fevereiro em Belo Horizonte

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽ Times escalados na Arena Independência para Cruzeiro X URT, e o repórter Samuel Venâncio traz as informações. Confira! #JornadaEsportivaNaItatiaia

    Acessar Link