Wellington Campos

Coluna do Wellington Campos

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Corinthians levanta a bandeira dos clássicos

Sempre serei defensor dos clássicos 50-50, ou seja, meio a meio de duas torcidas. E continuo defendendo o fim das divisórias de um lado preto e branco e do outro azul e branco, se tratando de Atlético e Cruzeiro

07/02/2015 às 02:08

Sempre serei defensor dos clássicos 50-50, ou seja, meio a meio de duas torcidas. E continuo defendendo o fim das divisórias de um lado preto e branco e do outro azul e branco, se tratando de Atlético e Cruzeiro. Foi assim que pisei pela primeira vez no Mineirão, com as duas torcidas por igual.

Hoje, o Ministério Público defende clássicos com torcida única. Tem suas alegações que são discutíveis. As torcidas organizadas são verdadeiras empresas que financiam a violência e afastam os torcedores de bem. A cidade é preparada para esses marginais, e quem é sociável e consumidor de verdade corre o risco dos caprichos desses bandos.

Na Europa, esse tipo de gente já foi afastada dos estádios. Aqui não. Temos complacência das autoridades que tentam educar gladiadores públicos. Ser notícia no rádio, na TV, ter a foto estampada no jornal e no site é o grande troféu deles. Enquanto isso, pais desesperados ficam em casa rezando para que o pior não aconteça dessa vez.

Em São Paulo, o Ministério Público queria Palmeiras e Corinthians apenas com os torcedores alviverdes. A diretoria alvinegra foi para Justiça Comum e conseguiu o livre direito dos corintianos terem acesso ao estádio palmeirense. Está levantada a bandeira dos clássicos em conjunto das torcidas. Os verdadeiros torcedores.

Para reforçar minha opinião estou em anexo postando um depoimento do meia Zé Roberto, de 40 anos, e larga vivência internacional no futebol. Queremos paz nos estádios e com gente do bem.

Ouça o depoimento de Zé Roberto na Central de Áudio, seção de Esporte.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Pais revelam alívio pela imunização e segurança na eficácia das vacinas

    Acessar Link