Wellington Campos

Coluna do Wellington Campos

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Copa América sem Neymar e o Brasil sem craque

Sem Neymar os olhos do mundo vão demorar um pouco para vislumbrar outros nomes no time de Dunga. Não sei se estou certo em dizer Copa América...

25/06/2015 às 04:23

A Seleção Brasileira vive nova era aqui no Chile. Neymar foi embora, suspenso pela Conmebol. De comum acordo com a CBF, o craque do Barcelona preferiu esfriar a cabeça e descansar, cumprindo as quatro partidas impostas pelo Tribunal Disciplinar da entidade sul-americana.

Sem o prestígio político de outrora, a CBF não quis correr o risco de ver seu recurso para Neymar negado e o atleta desgastado, permanecendo mais um dia no Chile. Ricardo Teixeira pelo Brasil e Julio Grondona pela Argentina já não estão mais no comando e, assim sendo, vamos ao rigor da força fria da lei.

Sem Neymar os olhos do mundo vão demorar um pouco para vislumbrar outros nomes no time de Dunga. Não sei se estou certo em dizer Copa América sem Neymar e o Brasil sem craque. Mas pouco vai mudar esse quadro.

Com um time de operários, lampejos para William, Robinho, Firmino, e esperando mais de Diego Tardelli, apostamos nessa fórmula para ter sucesso e levantar o troféu no Chile, talvez sem conquistar a simpatia do torcedor. É a nossa dura realidade de tantos atletas candidatos a craques que se perdem nos campos da Europa e outros continentes.

Nosso comentarista Léo Figueredo aqui na Copa América fica ansioso para ver a Seleção Brasileira jogar bem. Na primeira fase não viu. Mas, otimista como todo brasileiro, esfrega os olhos para ver o Brasil brilhar na próxima fase diante dos paraguaios, sábado, às 18h30 (de Brasília), em Concepción. Nosso Sasso, como diz Cláudio Carneiro, uma alusão ao grande locutor e comentarista que passou pela querida Rádio Itatiaia, cobra um sistema de jogo convincente e atacantes poderosos.

Acertar o pé rumo ao gol adversário não vem sendo nossa melhor qualidade nos jogos da Copa América. Sem Neymar isso piora ainda mais. Porém, torcemos para que a desconfiança seja vencida e a Copa América vencida pelos comandados da 2ª Era Dunga.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Brother falou sobre o sonho de ser famoso no “nível Beyoncé”

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    RÁDIO ESPORTES, MILTON NAVES - 26/01/2022

    Acessar Link