Wellington Campos

Coluna do Wellington Campos

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Copa 2014: custos e atrasos preocupam a FIFA e Pelé.

Copa 2014: custos e atrasos preocupam a FIFA e Pelé.

06/05/2013 às 02:27

As doze cidades que irão sediar os jogos  da Copa do Mundo de 2014 no Brasil e seus respectivos comitês, terão um seminário em Brasilia na próxima terça-feira, dia 22, com o Governo Federal e a FIFA, através LOC(Comitê Organizador Local), que é presidido por Ricardo Teixeira. As cidades terão quer dar um panorama do andamento das obras urbanas e dos estádios, a grande dor de cabeça da FIFA neste momento, principalmente, com o Maracanã no RIo de Janeiro, o estádio do Corinthians em São Paulo e até o Mané Garrincha em Brasilia. Esses estádios e essas cidades por conseqüência estão praticamente fora da Copa das Confederações, competição teste para a FIFA, visando os equipamentos do Mundial de 2014. Os valores iniciais das obras já foram alterados para cima e essa é a grande preocupação. Só o Maracanã por exemplo, em números redondos, o valor da obra está saltando de R$ 700 milhões para cerca de R$ 1 bilhão, devido problemas estruturais no teto do estádio, conforme já foi noticiado. Interessante são as empreiteiras só descobrirem isso agora, depois das obras iniciadas. Em Natal no Rio Grande do Norte, as obras do estádio Arena das Dunas sequer saiu do papel. Problema de licitação que foi alterado. Não preocupa tanto. Mas, não se trata totalmente de um filme dos horrores. As obras em Salvador, Minas Gerais, Recife, Cuiabá e Manaus andam bem e agradam a FIFA. O Mineirão será um dos estádios da Copa das Confederações em 2013, e ainda pleiteia a abertura do Mundial em 2014. A Fonte Nova em Salvador já bastante adianta e em Recife, o novo estádio ganhará um bairro novo, dando uma nova cara ao futebol brasileiro. O presidente do LOC, Ricardo Teixeira, quer evitar o que aconteceu na África do Sul, onde as obras estiveram muito atrasadas e ficaram prontas para o Mundial em 2010. Aqui o aperto no cronograma é para ter os estádios prontos em dezembro de 2012, seis meses antes da competição teste, um ano antes da Copa de 2014. TÉCNICOS DA FIFA ESTÀO CONCLUINDO VISITAS AOS CENTROS DE TREINAMENTOS As doze cidades estão recebendo nesse mês as visitas dos técnicos da FIFA especializados em centros de treinamentos que serão utilizados pelas 32 seleções durante o Mundial. Serão escolhidos três por cidade sede. Para o período de treinamentos antes da Copa do Mundo, serão escolhidas noventa cidades em todo Brasil. Já estão cadastradas cento e vinte. Em junho a FIFA vai anunciar a cidade que receberá o IBC (International Broadcast Centre), o centro de midia da Copa. Rio de Janeiro, Brasilia e São Paulo são as concorrentes. Outro tema do seminário, será as situações dos aeroportos no Brasil. Cada dia mais preocupantes. O governo Federal vai apresentar as soluções para um dos maiores problemas para a Copa do Mundo e depois Olimpíada Rio 2016. Também faltam aviões para dar conta do serviço. PELÉ TAMBÉM REVELA PREOCUPAÇÃO COM ATRASOS A preocupação com a Copa de 2014 também foi externada por Pelé, que participou do processo de escolha do país sede. "Vocês sabem a luta para conseguir a Olimpíada e a Copa, viajando o mundo todo para pedir voto. E chegou um momento em que todos estão preocupados", observou. Ele pediu pressa. "Infelizmente já está atrasando, há essa polêmica em São Paulo, que já deveria estar definido. Na última reunião da Fifa, que fiz por telefone, o pessoal faz a mesma pergunta. O que acontece com o Brasil? Muitos jornalistas comparam com a África, mas é bem diferente. Apenas quatro estados fizeram a Copa. A questão dos aeroportos nos assusta. Conversei até com um grupo do Platini sobre isso". Como diz meu amigo e jornalista do Globoesportes.com, José Illan, a FIFA não sabe com quem ela se meteu. E qual é a sua opinião? escreva ai.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Raposa já enfrentou o time sergipano em outras três oportunidades, nos anos 1970, e duas em 2005

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Enquanto o grupo ganha cerca de US$ 15 mil por minuto, mais de 163 milhões de pessoas estão na faixa da pobreza

    Acessar Link