Ouça a rádio

Compartilhe

Briga C13: Sport Recife tira hexa do Flamengo

Briga C13: Sport Recife tira hexa do Flamengo

Estava tudo quietinho nessa briga dos clubes com o C13. Foi só o Internacional anunciar que na quinta-feira (3) também vai tirar da instituição o direito de negociar em nome do Colorado o novo contrato de Tv aberta para vir o contra-ataque.  A concorrência está marcada para o dia 11 desde mês, em São Paulo, na sede do C13. O Sport Recife conseguiu na noite de terça-feira (1) que a Justiça Federal de Pernambuco, através da 2ª Vara, com o Dr. Francisco Alves, ordene a CBF a retirar a divisão do Campeonato Brasileiro de l987 entre o Sport Recife e Flamengo. Decisão da CBF para agradar o rubro-negro, que lidera o movimento contra o C13, e o São Paulo, pelo contrato de Tv com a Globo e a Taça de Bolinhas com o São Paulo. Para cutucar, o presidente do Sport Recife disse que agora o São Paulo não precisa devolver a Taça de Bolinhas que esta no Morumbi e teria que ser devolvida por ordem da Justiça Cível do Rio de Janeiro. O assunto do título de 87 dividido ou não pela CBF e agora com essa decisão da Justiça Federal de Pernambuco, coloca mais lenha na fogueira das vaidade s dos dirigentes. Uma coisa é clara, o silêncio entre os dirigentes desses clubes era para evitar um desgaste público, transparecendo o fim do C13. Isso parece ter dias contados e pode não passar de 11 de março, quando as emissoras candidatas vão apresentar suas propostas. A Tv Globo tem a preferência da maioria dos clubes pelas audiências, programas esportivos diários, telejornais fortes e transmissões internacionais, cobrindo um grande número de continentes, ou seja, as marcas ficam mais expostas e valorizadas. O C13 ficará sem função com a retirada do direito de negociar em nome dos treze clubes insatisfeitos com o edital de concorrência pública e agora sem os 10% de ágio a favor da Tv Globo, como orientou o CADE -Conselho Administrativo do Direito Econômico. Alguns clubes dizem que o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, foi quem conduziu toda a licitação para favorecer a Rede Record, sem tradição na transmissão de futebol e sem programas esportivos diários. Juvenal teria tido ajuda de pessoas de dentro da Record e mais o diretor do C13, Ataíde Gil Guerreiro. Ficou definido que o lance mínimo pelo direito de Tv aberta do triênio 2012/2014 será de R$ 500 milhões.  A rede Globo não apresentará proposta. Apenas RedeTv e Record. A Globo aposta neste movimento dos clubes e vai apoiá-los em caso de criação de uma Liga Nacional de Clubes, assunto por enquanto proibido entre os clubes descontentes com o C13. Confira os clubes insatisfeitos e que não autorizaram o C13 negociar seus direitos de imagens: Flamengo, Fluminense, Botafogo, Vasco da Gama, Corinthians, Palmeiras, Santos, Coritiba, Cruzeiro, Grêmio, Internacional, Goiás e Vitória. Do outro lado estão com C13: Atlético, São Paulo, Sport Recife, Atlético Pr., Bahia, Portuguesa, e Guarani, que apoiam outras redes de Tvs no Brasileirão de 2012/2014.