Wellington Campos

Coluna do Wellington Campos

Veja todas as colunas

Brasil futebol sangue

Brasil futebol sangue

08/06/2017 às 10:13

Não importa seu tipo de sangue. Muito menos sua etnia. Nem pensar na cor da pele. 
 
Vale a dor da alma que torce, retorcendo o bom e o mau e o suor que corre misturado às lágrimas da vitória e da derrota. 

Nascemos futebol. Depois de engatinhar, equilibramos o corpo e corremos. Nossos pais nem se lembram que estamos procurando a bola. Ela, Deusa de tudo de nossas vidas em bolas roladas e raladas. 

Ser esse ou aquele time, tudo bem. 

Mas quando entramos em campo vestindo o amarelo de nossa Seleção, aí tudo muda. 

E cada um a partir de agora faz sua própria história:

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Especialista aponta que vistorias e análises em áreas turísticas podem mostrar processos de desgaste natural dos terrenos

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O prêmio de R$ 1,5 milhão não é reajustado há 12 anos pelo programa

    Acessar Link