Wellington Campos

Coluna do Wellington Campos

Veja todas as colunas

A arte de passar fome

19/03/2021 às 08:52
A arte de passar fome

Completamos 1 ano da pandemia do novo coronavírus. Quantas vidas se foram. Deus, dono do mundo e do universo sabe o que faz. Os políticos não.

Sabe aquela gente que fazia um cinturão nos estádios vendendo água, cerveja, churrasco, feijão tropeiro, cachorro quente, sanduíches, algodão doce, pipoca, amendoim, bandeiras, camisas falsas, bonés, faixas de campeão, chaveiros e tantas outras coisas, como estão? Você sabe? Tem notícias?

O mundo do futebol foi varrido, e os torcedores jogados para baixo do tapete da hipocrisia. Em nome das teses científicas banidos do seu habitat natural.

Não sabemos onde estão a verdade e a solução. Batemos boca, críamos soluções e derrotados pelo telejornal. 

Novamente batemos boca no dia seguinte. Cobramos vacinas eficazes e rápidas. Como se fossem escalações ideais dos nossos times. Queremos vencer. Não morrer. 

E os governantes ocupam a imprensa de medidas chamadas de “drásticas” em nome da vida. 

Enquanto isso, aquela gente do entorno do futebol nos campos por aí, quem sobreviveu, tenta um prato de comida, pagar suas dívidas e fazer da fome uma obra de arte. 

Meu Deus, o mesmo de todos nós, abençoe, mostre o caminho da cura e tenha piedade de nós!

Foto: Pixabay

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Fiéis devem respeitar o distanciamento estabelecido pela prefeitura para a retomada das atividades nesses locais. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Sete titulares ganharam um dia a mais de folga e voltam às atividades na terça. #Itatiaia

    Acessar Link