Ursula Nogueira

Coluna da Ursula Nogueira

Veja todas as colunas

Manifestações criminosas

21/06/2021 às 06:55
Manifestações criminosas

Desde que o mundo é mundo, torcedores manifestam contra uma fase ruim do clube do coração ou comportamento de algum atleta. Faz parte da máxima do esporte. O time engata três derrotas seguidas, ou até menos, entra na zona de rebaixamento, é eliminado, jogador é encontrado na balada, e tem protestos. Antes, nos estádiso, hoje, nas redes sociais; outros vão para a frente da sede do clube e entoam gritos. E, às vezes, uns perdem a mão.  A ‘moda’ de poucos, mas que vale não para muitos, mas para a vida de alguns em si, é de intimidar, ameaçar, até de morte.

Não quero acreditar que sejam torcedores. São (pseudo) torcedores intrusos entre os verdadeiros apaixonados. Não podemos aceitar que pedras sejam jogadas em carros, famílias sejam ameaçadas, equipes fiquem acuadas, atletas atuem com medo. É preciso respeitar o espaço do outro, até mesmo para ele corresponder às expectativas.

As manifestações devem e precisam existir. São democráticas e mostram a verdadeira importância dos torcedores para o clube. Mas eles perdem totalmente o direito e, pior, tiram o direto de todos os outros torcedores do clube. 

O ‘protesto’ nas redes sociais por pessoas que se escondem por trás de teclados e se acham livres de punição está ultrapassando o virtual e indo para o real. O que é preciso ocorrer para dar um basta? Estamos naturalizando condutas graves e criminosas. O mundo já está violento demais, pesado demais, e pessoas 'do bem' perdem sua razão em xingamentos e ameaças a outros que, como eles, têm família e sentimentos.

Vai chegar ao ponto de não se poder mais andar na rua em razão dos falsos apaixonados pelo futebol que acham que podem tudo. Agridem, maltratam, batem, desmoralizam... 

Vamos esperar uma tragédia no futebol? O mundo já não tem tragédias suficientes? Saímos da esfera esportiva e paramos na policial… porque, apesar de não parecer, há leis que regem e resguardam o mundo online. Crime cibernético também é crime. O torcedor não pode perder a razão nas manifestações, de gritar, se indignar, mas quando os limites são ultrapassados com bombas, pedradas, ameaças abertas ou anônimas, o torcedor perde o sentido.

Foto: divulgação PontePress

 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Motivo para o rompimento com a Precisa Medicamentos não foi revelado. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Comercialização começará nesta segunda-feira (26). #Itatiaia

    Acessar Link