Ouça a rádio

Compartilhe

Após rejeitarem projeto de PPP para revitalizar iluminação pública, vereadores de Nova Lima somem

Texto havia sido apresentado em fevereiro deste ano e nesta terça, em votação que durou pouco mais de 1 minuto, os parlamentares decidiram por não aprovar o texto.

Após rejeitarem projeto de PPP  para revitalizar iluminação pública, vereadores de Nova Lima somem

Após rejeitarem, em votação relâmpago nesta terça-feira (19), um projeto que autorizava a criação de Parceria Público Privada (PPP) para a revitalização da iluminação pública em Nova Lima, os vereadores da cidade se calaram quanto aos motivos que os levaram a votar de forma contrária ao texto. 

Ao todo, oito parlamentares votaram pela rejeição ao projeto apresentado pela Prefeitura de Nova Lima. O texto havia sido apresentado em fevereiro deste ano e nesta terça, em votação que durou pouco mais de 1 minuto, os parlamentares decidiram por não aprovar o texto. 

Na manhã desta quarta, a coluna tentou contato com todos os vereadores que foram contrários ao projeto, mas, até agora, não conseguiu retorno.

Votaram contra o projeto os vereadores Viviane Matos (DEM), Claudinho Valle (PP), Juliana Sales (Cidadania), Silvânio Aguiar (PSD), José Carlos Boi (PSL), Thiago Almeida (PT), Zelino Santana (PP) e Anisinho (PTB). 

Elaborado pela CAIXA e com investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o projeto, segundo o Executivo, representaria uma economia de 50% na energia elétrica e criaria serviços como wi-fi público e a instalação de câmeras de segurança. Atualmente, também de acordo com a prefeitura, 85% de Nova Lima não atende aos parâmetros estabelecidos pela Norma de Iluminação Pública - com o projeto, 100% do município passaria a atender os critérios. 

Às 13:13, após publicação desta nota, a vereadora Juliana Sales enviou um posicionamento.

Leia a nota na íntegra:

"Olá! Primeiramente, devo dizer que faltou transparência por parte da prefeitura sobre esse projeto que gera dívida para o município e um custo de 156 milhões de reais. Só para dar um exemplo, o ex-prefeito da cidade modernizou 5 mil pontos de iluminação por um valor muito abaixo e por um valor baixo ele deixou dinheiro em caixa para que a iluminação de toda a cidade fosse modernizada. Posso ter várias divergências com ele, mas tenho que reconhecer essa qualidade dele como gestor público. 
Uma coisa que a população precisa entender é que cada voto do vereador, cada sim ou cada não que damos, tem um peso enorme, carrega uma responsabilidade enorme. Um voto favorável a determinado projeto pode gerar inclusive investigação pelo Ministério Público. E em relação a isso, estou tranquila com meu voto, e mais ainda, com meu valores como vereadora representante dessa cidade.

Votei contra o repasse de dinheiro publico para a liga de futebol amador por faltar transparência, na segunda votação do subsidio da via ouro votei contra por faltar transparência e agora votei contra a PPP por também faltar transparência."