Lucas Ragazzi

Coluna do Lucas Ragazzi

Veja todas as colunas

Política

'CVM americana' notifica Vale por fraude em laudos de segurança em barragens

Segundo o informe da SEC, a partir de 2016, a mineradora teria manipulado auditorias

28/04/2022 às 12:17
'CVM americana' notifica Vale por fraude em laudos de segurança em barragens

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, a Securities and Exchange Commission (SEC), órgão responsável por regular o mercado de ações americano, divulgou nesta quinta-feira (28) que notificou na Justiça a mineradora Vale por fazer "informes falsos e manipulados" sobre as condições de algumas barragens de minério anteriores ao rompimento da barragem de Brumadinho, em 2019, que matou 270 pessoas. 

Segundo o informe da SEC, a partir de 2016, a Vale manipulou "uma série de auditorias que atestariam a segurança das barragens, obtendo laudos fraudulentos sobre as estruturas; e regularmente enganando governos, comunidades e investidores". A SEC também afirma que a mineradora sabia, por anos, que a barragem de Brumadinho não possuía as condições necessárias para operar com segurança. "Apesar disso, a Vale fraudou os informes de segurança para seus investidores afirmando seguir práticas internacionais", diz trecho do comunicado. 

A ação da SEC contra a Vale foi registrada na Justiça de Nova Iorque. O processo fala em violação de normas anti-fraude. 

Em resposta à Itatiaia, a Vale nega as acusações da SEC e afirma que se defenderá "vigorosamente". 

Confira o posicionamento completo da mineradora:

A Vale confirma que hoje a Securities and Exchange Commission dos Estados Unidos (“SEC”) iniciou ação judicial contra a Companhia no Tribunal Distrital para o Distrito Leste de Nova York, nos Estados Undios, alegando que certas divulgações da Vale violaram as leis de valores mobiliários dos Estados Unidos. O processo foca em divulgações relacionadas à gestão de segurança de barragens da Vale anteriormente ao trágico rompimento da barragem em Brumadinho, Minas Gerais, Brasil, em janeiro de 2019. A Vale nega as alegações da SEC, incluindo a alegação de que suas divulgações violaram a lei dos Estados Unidos, e defenderá vigorosamente este caso. A Companhia reitera o compromisso que assumiu logo após o rompimento da barragem, e que a tem guiado desde então, para a remediação e a reparação dos danos causados pelo evento.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou