Ouça a rádio

Compartilhe

O novo nome da CPI que pretende apurar supostas irregularidades na Prefeitura de BH

Membros da comissão já foram indicados e serão exatamente os mesmos da CPI anterior

O novo nome da CPI que pretende apurar supostas irregularidades na Prefeitura de BH

Além de apresentar o requerimento para instalar uma nova CPI, os vereadores da Câmara de BH também mudaram o nome da comissão. Antes denominada como "CPI do Uso da Máquina Pública", o colegiado que pretende apurar supostas irregularidades na Prefeitura de Belo Horizonte vai se chamar "CPI dos Favores pessoais e políticos na PBH". 

Os membros da comissão já foram indicados e serão exatamente os mesmos da CPI anterior: Ciro Pereira (PTB) como presidente, Nikolas Ferreira (PRTB) na relatoria, e os membros titulares sendo Flávia Borja (Avante), Marcos Crispim (PSC), Alvaro Damião (DEM), Duda Salabert (PDT) e Wilsinho da Tabu (PP). 

Assim como foi na CPI da Covid19, a base da prefeitura está em menor número nessa composição. 

Em novembro, a CPI do Uso da Máquina Pública chegou a se reunir e até aprovar a convocação de dois servidores da prefeitura, mas foi suspensa por determinação judicial após o então secretário de Governo da prefeitura, Adalclever Lopes, acionar a Justiça afirmando que a comissão não teria objeto definido e serviria, a princípio, para o perseguir.