Lucas Ragazzi

Coluna do Lucas Ragazzi

Veja todas as colunas

Política

Governo de Minas lamenta decisão de secretários em não prorrogar congelamento do ICMS

O descongelamento do imposto deve acontecer em 31 de janeiro

17/01/2022 às 03:15

À coluna, o governo de Minas, em nota, lamentou a decisão do Comitê Nacional de Secretários de Fazenda (Comsefaz) em não prorrogar o congelamento do ICMS cobrado nas vendas de combustíveis. Segundo a assessoria do Estado, o governo mineiro sustentou que o congelamento "surtiu efeito positivo no sentido de segurar os valores dos combustíveis para o consumidor final, pois identificou-se que os preços não variaram desde a última publicação do preço médio ponderado ao consumidor final (FPMF)".

Na sexta-feira (14), os secretários estaduais da Fazenda formaram maioria contra a prorrogação do congelamento do valor do ICMS cobrado nas vendas de combustíveis. O governo mineiro diz estar "tentando outros meios de controle da escalada de preços dos combustíveis". 

O descongelamento do imposto deve acontecer em 31 de janeiro.

O PMPF havia sido congelado em 1º de novembro de 2021, com previsão de término do congelamento em 31 de janeiro de 2022.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou