Lucas Ragazzi

Coluna do Lucas Ragazzi

Veja todas as colunas

Política

'Fura-filas da vacina': MP inicia leva de ações contra servidores da Secretaria de Saúde de Minas

Primeiras denúncias serão cíveis; ação penal contra ex-secretário já está pronta

13/12/2021 às 10:42
'Fura-filas da vacina': MP inicia leva de ações contra servidores da Secretaria de Saúde de Minas

Dez meses após a explosão do escândalo dos fura-filas da vacina, as ações do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) contra gestores e servidores de nível superior da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) que se vacinaram "fora das regras", no início do ano, começaram a ser enviadas para a Justiça. 

A primeira leva de ações será no âmbito cível e pelo crime de improbidade administrativa. A Justiça estadual limitou as denúncias com 10 réus para cada ação - ao todo, devem ser apresentadas mais de cinco denúncias. Os processos são assinados pela promotora Josely Ramos, da Promotoria de Defesa da Saúde de Belo Horizonte.

Além destas, o MPMG também prepara uma ação penal contra o ex-secretário de Saúde Carlos Eduardo Amaral e o ex-secretário adjunto Marcelo Cabral, que deram aval para a vacinação fora das regras estabelecidas. Os dois foram exonerados do cargo em março, na semana em que o escândalo foi revelado. 

Em julho, o relatório final da CPI dos Fura-Filas, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), sugeriu o indiciamento do ex-secretário Carlos Eduardo Amaral, do ex-secretário adjunto Marcelo Cabral, do ex-chefe de gabinete João Pinho e da subsecretária de Vigilância em Saúde do governo de Minas Gerais, Janaína Passos de Paula.

Em nota, o governo de Minas afirmou que "desde o início das investigações tem colaborado de forma transparente com todas as informações necessárias para as apurações da Comissão Parlamentar de Inquérito da Assembleia Legislativa (ALMG). O governo reitera que permanece à disposição dos deputados e demais autoridades na prestação de informações que julgarem necessárias".

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O prêmio de R$ 1,5 milhão não é reajustado há 12 anos pelo programa

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Operações foram interrompidas devido às fortes chuvas que atingiram o Estado nas últimas semanas

    Acessar Link