Lucas Ragazzi

Coluna do Lucas Ragazzi

Veja todas as colunas

Política

Em busca de nome em chapa, PT contrata pesquisa para exibir crescimento de Kalil com apoio de Lula

Apesar da subida, Romeu Zema (Novo) lidera as projeções em ambos os cenários

23/02/2022 às 09:56
Em busca de nome em chapa, PT contrata pesquisa para exibir crescimento de Kalil com apoio de Lula

Empenhado em demonstrar força nas articulações para as eleições em Minas, o PT estadual contratou uma pesquisa interna, não registrada ao TSE, para indicar a diferença de intenção de votos à candidatura de Alexandre Kalil (PSD) ao governo estadual com e sem o apoio declarado de Lula. 

A aposta se mostrou factível. Na pesquisa, feita por um conhecido instituto que costuma atender aos petistas, Kalil tem crescimento relevante nas intenções de voto na pesquisa estimulada quando o apoio de Lula ao prefeito de BH é colocado. O levantamento já chegou nas mãos de articuladores da campanha de Kalil. 

Apesar da subida, Romeu Zema (Novo) lidera as projeções em ambos os cenários.

Cenários

Na atual perspectiva, o PT ainda busca maior protagonismo na chapa de Kalil. O mais cotado para acompanhar o prefeito de BH como candidato a vice é o presidente da ALMG, deputado Agostinho Patrus (PV), que pode trocar o PV pelo PSB para, justamente, se aproximar de aliados de Lula a nível nacional. Apesar disso, uma candidatura de Vittorio Medioli (sem partido) ao governo mineiro pode mudar o espectro para Agostinho, que é próximo do prefeito de Betim. 

Já a candidatura ao Senado na chapa caminha para o senador Alexandre Silveira (PSD), do mesmo partido de Kalil e que buscará a reeleição ao cargo após assumir mandato na vaga de Anastasia. 

Entre as movimentações, está a do deputado estadual Virgílio Guimarães (PT), que, como mostrou a coluna em janeiro, busca espaço como suplente de senador na chapa. A movimentação do parlamentar desagradou parte do diretório petista em Minas. A propósito, segundo o levantamento contratado pelo partido, o deputado federal Reginaldo Lopes (PT) lideraria a corrida pela vaga única ao Senado. 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou