Ouça a rádio

Compartilhe

'É um abraço de afogados', diz ex-presidente da ALMG Antônio Júlio sobre disputa no MDB de Minas

O partido vive, hoje, crise no diretório estadual entre dois grupos: um ligado ao presidente do diretório estadual, o deputado Newton Cardoso Jr, e outro ligado ao secretário de Governo da PBH, Adalclever Lopes

'É um abraço de afogados', diz ex-presidente da ALMG Antônio Júlio sobre disputa no MDB de Minas

Questionado sobre quem levaria a melhor na disputa interna do MDB mineiro, o ex-presidente da Assembleia Legislativa de Minas (ALMG) Antônio Júlio, nome tradicional do partido no Estado, afirmou, sem papas na língua, como sempre, que "ninguém vai vencer, é um abraço de afogados". 

O partido vive, hoje, crise no diretório estadual entre dois grupos: um ligado ao presidente do MDB em Minas, o deputado Newton Cardoso Jr, e outro ligado ao secretário de Governo da PBH, Adalclever Lopes. Newton defende que o partido apoie Romeu Zema (Novo) em 2022, já Adalclever quer que o MDB fique ao lado de Kalil. 

Para esta quarta-feira (17), estava agendada uma reunião na sede do partido em BH, convocada por Newton Cardoso Jr., para discutir um ato feito em outro encontro de emedebistas, só que estes ligados a Adalclever. Na prática, há uma disputa sobre quem terá mais controle na destinação de recursos partidários para campanhas e diretórios municipais.

A reunião desta quarta foi cancelada por conta da coincidência de horários com uma sessão extraordinária na Assembleia. A nova data do encontro é terça-feira (23).