Ouça a rádio

Compartilhe

Viagem de Lula à Europa custou R$ 312 mil aos cofres públicos

Despesas se referem ao pagamento da equipe de apoio e assessoria do ex-presidente

Viagem de Lula à Europa custou R$ 312 mil aos cofres públicos

A viagem do ex-presidente Lula (PT) à Europa, entre 11 e 18 de novembro, custou R$ 312 mil aos cofres públicos. Os dados são da Secretaria Especial de Administração da Presidência da República e foram disponibilizados no Portal da Transparência da Controladoria-Geral da União (CGU), após pedido pela Lei de Acesso à Informação. 

Segundo a Secretaria, as despesas se referem ao pagamento da equipe de apoio e assessoria do ex-presidente Lula, que viajou para Alemanha, Bélgica, França e Espanha no mês passado. 

Ao todo, foram gastos R$ 200 mil em diárias, R$ 104 mil em passagens e taxas iniciais e R$ 7,4 mil em seguro viagem internacional. Os gastos com hospedagem e combustível não constam na relação. 

Cinco servidores de apoio e assessoria acompanharam o ex-presidente Lula pela Europa. Na viagem, o petista teve agendas com políticos da esquerda do Parlamento Europeu, dirigentes partidários da Alemanha, o líder dos socialistas na Espanha, Pedro Sánchez, e com o presidente da França, Emmanuel Macron.  

A legislação brasileira permite que ex-presidentes da República tenham algumas mordomias, como assessores, carros oficiais e o pagamento de despesas que valem para servidores públicos federais. 

Questionada, a assessoria de imprensa de Lula afirmou que "a segurança dos ex-presidentes é uma definição por lei. Lula visitou 4 países, se encontrou com os chefes de governo da Espanha e França, com o futuro primeiro-ministro da Alemanha e com deputados do Parlamento Europeu".