Lucas Ragazzi

Coluna do Lucas Ragazzi

Veja todas as colunas

Política

Após ação de Zema, Justiça determina que Twitter retire publicação de deputada

No início de novembro, Beatriz Cerqueira (PT) citou declaração falsa atribuída ao governador envolvendo o acidente de avião que vitimou a cantora Marília Mendonça

20/12/2021 às 12:18

A Justiça estadual determinou que o Twitter retire do ar uma publicação feita pela deputada estadual Beatriz Cerqueira (PT), no início de novembro, em que ela cita uma declaração falsa atribuída ao governador Romeu Zema (Novo) envolvendo o acidente de avião que vitimou a cantora Marília Mendonça. Na época, Zema e o Novo entraram com uma ação por danor morais contra a parlamentar. 

"Ante a presumidamente ampla proporção que as publicações realizadas na internet podem assumir, calha reconhecer a potencial lesividade gerada pela manutenção da postagem realizada pela requerida pessoa natural, notadamente se considerada a repercussão já alcançada", mostra trecho da decisão do juiz Elton Pupo Nogueira, em substituição na 20ª Vara Cível, feita na última sexta-feira (17). 

Segundo a defesa do governador, feita pelo advogado Lucas Bessoni, Beatriz Cerqueira usou uma conta nas redes sociais para criticar Zema por uma fala atribuída a ele - na verdade, Zema não escreveu a mensagem e foi vítima de uma montagem. 

A imagem falsa mostra uma suposta publicação no perfil do governador com a seguinte frase: “O Corpo de Bombeiros apurou que a falta de sinalização de torres elétricas de alta tensão da Cemig acarretou o acidente que decorreu na queda do avião onde estava a cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas. A Cemig precisa voltar a investir em Minas Gerais #PrivatizaCemigJá”. 

No dia seguinte ao acidente da cantora, Beatriz Cerqueira foi às redes sociais para criticar a suposta fala de Zema. “É repugnante a tentativa do governador Zema de associar a morte de Marília Mendonça e demais ocupantes da aeronave com a suposta necessidade de privatização a Cemig. Aproveitar de uma tragédia que abalou o país para vender sua ideia privatista é inaceitável e desrespeitosa”, escreveu a deputada, que não publicou a montagem, mas, segundo a defesa de Zema, o contexto deixa claro que ela faz referência à "fake news". 

Além da retirada da mensagem do ar, a defesa de Zema também pede uma reparação de R$ 20 mil por danos morais.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Diretoria do Coelho está no mercado à procura de um camisa 9 para a temporada #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/america-atacante-henrique-almeida-ex-chapecoense...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O suspeito foi contido pelos próprios passageiros até a chegada da Polícia Militar (PM) #Itatiaia https://www.itatiaia.com.br/noticia/homem-e-preso-apos-mostrar-genitalia-e...

    Acessar Link