Ouça a rádio

Compartilhe

Acordo entre Lula e Kassab aproxima aliança do PT com Kalil e chapa pode mudar

Reginaldo Lopes (PT), que vinha construindo pré-candidatura ao Senado, ficará como coordenador em Minas e deve decidir a indicação para vice-governador

Acordo entre Lula e Kassab aproxima aliança do PT com Kalil e chapa pode mudar

Um acordo firmado entre o ex-presidente Lula (PT) e o ex-ministro Gilberto Kassab (PSD), neste final de semana, deve encaminhar uma nova configuração para a chapa do ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD), candidato ao governo de Minas. A coluna apurou que Lula e Kassab teriam acertado que o senador Alexandre Silveira (PSD), presidente do partido em Minas, será o candidato a senador do grupo. Já o deputado federal Reginaldo Lopes (PT), que vinha construindo pré-candidatura ao Senado, ficará como coordenador da aliança Lula-Kalil em Minas e deve decidir a indicação para o posto de vice-governador: interlocutores tentam convencê-lo a ser o nome, mas Lopes tem resistido à ideia. Fontes próximas ao petista sinalizaram na noite desta segunda-feira (16) que o deputado estadual André Quintão (PT) seria um dos cotados para o cargo.

Antes colocado como nome favorito para a vice, o presidente da Assembleia mineira, Agostinho Patrus (PSD), pode ceder o posto para a confirmação do acordo. Não à toa, dizem interlocutores, Patrus vem segurando desde o final de 2021 a realização de eleição para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). O presidente do Legislativo mineiro nega que tenha interesse na cadeira, mas pode ser um dos caminhos - o cargo no TCE é visto com prestígio pelas decisões que envolvem prefeituras e o próprio governo estadual.