Lucas Ragazzi

Coluna do Lucas Ragazzi

Veja todas as colunas

Política

Vereador diz estar 'vetado' na prefeitura de BH; 'os secretários não atendem mais'

À coluna, o parlamentar afirmou que um membro do alto escalão da prefeitura disse ter recebido ordens de não atender as demandas do vereador

29/11/2021 às 02:52
Vereador diz estar 'vetado' na prefeitura de BH; 'os secretários não atendem mais'

O vereador Wanderley Porto (Patriota) diz ter sido "vetado" pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD) e, com isso, estar impossibilitado de fazer reuniões com secretários e ter retornos da administração municipal. À coluna, o parlamentar afirmou que um membro do alto escalão da prefeitura disse ter recebido ordens de não atender as demandas do vereador.

"Os secretários não atendem mais e, recentemente, recebi uma ligação de uma pessoa do alto escalão dizendo que não poderia mais dar sequência às minha demandas. E agora, na semana passada, a prefeitura não disponibilizou ninguém para participar de uma audiência pública que marquei para discutir a questão das enchentes no bairro 1º de maio", conta o vereador.

Outros integrantes do bloco "Democracia e Independência", do qual Wanderley Porto é vice-líder, também estariam "vetados", segundo o parlamentar.

Não seria a primeira vez que a prefeitura decide adotar esse tipo de estratégia. Em março, um e-mail enviado diretamente do gabinete do prefeito Alexandre Kalil, e destinado a secretários municipais e dirigentes de empresas públicas, proibia membros do primeiro escalão de se reunirem com vereadores que votaram contra o projeto que autorizava um empréstimo bilionário para obras na região da Vilarinho. 

Questionada, a assessoria da prefeitura afirmou, por nota, que "a prefeitura está aberta ao diálogo e na medida do possível tem atendido a todos os vereadores". À coluna, o prefeito de Belo Horizonte se colocou à disposição de vereadores que queiram se reunir com ele. 

Atualizada às 17h46.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    A agressão foi tão forte que o militar que recebe o golpe caiu e colegas tentaram ajudá-lo

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O trânsito é complicado na região. Veja quais são as rotas alternativas

    Acessar Link