Emanuel Carneiro

Coluna do Emanuel Carneiro

Veja todas as colunas

Mirem-se no exemplo

03/05/2021 às 04:03
Mirem-se no exemplo

Os jogos do futebol europeu invadiram de vez as telinhas no Brasil com os seus campeonatos nacionais e as competições, como Liga da Europa e Liga dos Campeões, que têm programações diárias e no fim de semana é uma overdose o dia inteiro.

Isto estabeleceu obrigatoriamente uma comparação entre o público brasileiro e a bola do Velho Continente.

Alguns exemplos:

Os gramados de lá são melhores, sempre, inverno ou verão.

Os times lá hoje têm mais qualificações técnicas.

Os times lá gastam 10x mais em contratações.

As nossas equipes, quase todas, estão com passivos altíssimos, já chegando ou ultrapassando 1 bilhão.

O nosso futebol está com vícios permanentes que se recusam a desaparecer; jogador simulando contusões, caindo e contorcendo em campo para valorizar a falta.

Goleiro cai a cada boa defesa para ganhar tempo, juiz conversa demais com jogadores e estes cercam a arbitragem a todo momento. Os acréscimos lá são mínimos, aqui chegam sistematicamente a 6 ou 7 minutos, devido a paralisações. Só num item somos melhores, a paixão brasileira pelos times não tem limite.

Outra coisa importante: na construção ou reforma dos estádios para a Copa de 2014 aceitamos sem discutir imposições da FIFA e copiamos expêriencia europeia.

Vejam o caso do Mineirão. Havia dois tuneis laterais por onde entravam os times e entre eles o túnel central por onde tinham acesso a imprensa, autoridade e arbitragem.

Agora a entrada é uma só. Os times se reúnem na “zona mista” e caminham juntos entrando no gramado. A distância entre os reservas e comissão técnica hoje é mínima e que está visível que temos uma tragédia anunciada. Quase aconteceu ontem no América 2 x Cruzeiro 1 e dificilmente será evitada.

É difícil voltar atrás nesta bobagem implantada: Europa é Europa e América do Sul é América do Sul e aí se inclui o Brasil.

A imprensa ficou mais exposta, as cabines de rádio e TV desapareceram, além do crime que foi diminuir o estacionamento de carros para o público.

Mirem-se no exemplo do Mineirão antigo.

Era melhor, muito melhor.

Foto: Reprodução/TV Globo

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Um dos motivos alegados na portaria é o impacto epidemiológico das novas variantes do coronavírus #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O Atlético se manifestou pelas redes sociais sobre o desligamento de Jorginho, agradeceu o trabalho executado pelo treinador e disse que seguirá sua rotina normalmente. #Itatiaia

    Acessar Link