Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Você poupa seus atletas?

Fizeram de tudo para acabar com meu fanatismo: tiraram estacionamento, proibiram a cerveja, implicaram com a bandeira, fizeram do Mineirão...

27/02/2015 às 12:44

Faço parte do time cada vez maior dos que não têm aquela vontade incontrolável de ir ao campo de futebol. Fizeram de tudo para acabar com meu fanatismo: tiraram estacionamento, proibiram a cerveja, implicaram com a bandeira, fizeram do Mineirão um deserto concretado, venderam ingressos para cadeira de onde não se vê o jogo no Independência... Sem falar na violência, nos chatos que querem te contar um caso enquanto a bola rola e dos inconvenientes – tipo aqueles que fazem xixi no copo e jogam nos outros ou os que insistem em fumar maconha ao nosso lado.

Mas, francamente, o que mais espanta torcedor é o comportamento dos boleiros. Técnico de futebol virou sinônimo de divindade no Brasil: podem tudo, são teimosos, não aceitam críticas, dão chilique se a pergunta não agrada e fazem cada coisa. O que está me irritando neste momento é um senhor digno de respeito, gente boa, daqueles que a gente gosta de ouvir. Tem bom senso, tanto que admite ser “um burro com sorte”. Mas, por que o Levir Culpi tem proporcionado tanta tristeza aos atleticanos neste ano de 2015? 

Ele está conseguindo devolver ao Atlético aquele ar de time derrotado de anos atrás, inventando cada uma! Levou o time para Santiago e perdeu um jogo relativamente fácil. Queixou-se de “falta de espírito de Libertadores” e, ao invés de punir a turma, obrigando todo mundo ficar na concentração até enfrentar o América, no domingo, liberou geral, para “poupar” os titulares. Os cronistas apoiaram, pois, afinal, Marcos Rocha e Prato já tinham machucado em outro jogo do Mineiro. Ora, o lateral Pedro machucou num treino... Essa bobagem de poupar jogador vinte dias depois de iniciada a temporada é absolutamente inaceitável. Pensei que era só eu, mas, ao consultar com o doutor Claudio Junqueira, atleticano que vai aonde o time está, ele queixou-se da mesma coisa, acrescentando que, além de atividades administrativas, atende 35 consultas por dia e, quando está muito cansado, costuma aparecer uma cirurgia, de quatro, cinco horas... De retina!

Jogador tem de jogar. Existem fisiologistas bem pagos para poupar um ou outro, até porque as pessoas são diferentes. O Levi deve nos poupar de ouvir essa história de “poupar”, mas, se fizer muita questão, pode poupar (para sempre), Conceição, Ed Carlos, Maicossuel, Jô, André e mais meia dúzia.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Raposa já enfrentou o time sergipano em outras três oportunidades, nos anos 1970, e duas em 2005

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Enquanto o grupo ganha cerca de US$ 15 mil por minuto, mais de 163 milhões de pessoas estão na faixa da pobreza

    Acessar Link