Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Vesti a carapuça

'Elas se sentem tão donas da verdade que quando alguém consegue interromper as falações, elas mudam de assunto ou saem de perto de quem as contesta'.

30/03/2015 às 11:42

Em seu blog “Observação e análise”, Luís Borges diz ele estar difícil conviver com pessoas que se acham proprietárias da verdade e agem assim o tempo todo. Pior, “tudo fica mais “osso duro de roer” porque essas pessoas só sabem falar, mas nunca conseguem ouvir. Elas se sentem tão donas da verdade que quando alguém consegue interromper as falações, elas mudam de assunto ou saem de perto de quem as contesta. Outro problema é a altura da voz e o tom bravo que adotam, muitas vezes para intimidar e acentuar a prevalência do que elas querem impor. Democracia participativa para elas tem mão única – só elas falam, sempre”.

O autor adverte que ninguém deve vestir a carapuça, ao perceber na sua reflexão características inegáveis. No meu caso, não adiantou. Vesti a carapuça na hora. É quando ele fala na dificuldade de ouvir e na altura da voz que mexe comigo. Afinal, não é raro que pessoas próximas me apertem o braço e dizem: “Mais baixo...”. O Geraldo Magela, o ceguinho mais famoso do Brasil, velho amigo, estava comigo numa casa de churrasco alguns anos atrás e, naquele ambiente de som alto, muita gente, as nossas mulheres conversando entre elas e nós em outra prosa, na mesma mesa, me empolguei e só descobriu quando ele, afastando o ouvido da minha boca, lembrou: “Sou cego, viu Eduardo? Surdo não!”. Quando a gente leva um beliscão, dá um jeito e conserta. Então, repetindo apelo que já fiz neste espaço, se precisar, mande e-mail pondo reparo, como alguns têm feito. Eu posso até não escrever para os leitores, mas, asseguro, leio os comentários.

E, preciso dizer sempre, morro de medo de parecer alguém que, pela graça de Deus de ocupar espaços na mídia, se sente o dono da situação. Tenho colecionado alguns desafetos porque vivemos um tempo de hipocrisia e falar a verdade sempre machuca. Por exemplo: ontem li que a Assembleia vai votar reposição salarial de 6 por cento para os servidores do Ministério Público, referentes ao período maio 2013 a abril 2014. Vão receber agora retroativo há um ano atrás. Não seria esquisito... Se os outros, da saúde, da educação, que ganham muito menos, tivessem o mesmo tratamento... Mas,...

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    A suspeita é de que a vítima estava em alta velocidade #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O homem estava sem capacete e foi localizado com vários ferimentos na região da cabeça #itatiaia

    Acessar Link