Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Vai virar rotina?

Vai virar rotina?

06/05/2013 às 02:13

Escrevi nesse espaço, recentemente, que só uma ação mais definitiva e de política pública pode diminuir a insegurança no país. Avisei que os bandidos sempre vão buscar novas formas de atuação, na medida em que as autoridades vão implantando inovações tecnológicas e técnicas de prevenção. Falei que a tática utilizada inicialmente contra gerentes de bancos, rendidos com a família em casa para assaltos posteriores a agência, poderia ser estendida a outras áreas da economia. E já começou a festa. Nesse último fim de semana, em duas ações os bandidos deixaram claro que agora vão centrar suas ameaças na parte mais sensível dos homens que podem lhes render dinheiro – a família. O caso da Avenida Úrsula Paulino, no Betânia, ainda guarda relação com o já tradicional assalto, sendo novidade apenas que houve monitoramento e o ataque ocorreu ao final do expediente quando, imaginavam os ladrões, haveria mais dinheiro em caixa da loja de calçados. Mas o grave mesmo é o assalto ao supermercado de Juatuba. Na noite de domingo, os ladrões foram até a casa do gerente, na região rural de Mateus Leme, cidade vizinha, pularam o muro, dominaram esposa, filhos, sogra e o próprio gerente e então passaram à segunda etapa do roubo - manter todos sob armas até a manhã seguinte quando o assalto foi concluído. Não é difícil para qualquer um de nós imaginar o que passou pela cabeça desse pai durante todas aquelas horas. Quando consideramos que foi apenas mais um, é de se perguntar: qual gerente de banco, supermercado, loja de roupas ou calçados, enfim, qualquer atividade que tenha giro de dinheiro dormirá em paz daqui por diante? E quem quer ser vizinho de um deles?

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O trânsito é complicado na região. Veja quais são as rotas alternativas

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Declaração foi dada pelo diretor Hans Kluge, do escritório europeu da organização #itatiaia

    Acessar Link