Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Todos são iguais perante a lei?

Todos são iguais perante a lei?

06/05/2013 às 02:13

 O governo federal quer que o Congresso vote na próxima semana o projeto que cria os fundos de previdência complementar para servidores públicos da União. Os líderes de Dilma e dos partidos passaram a semana discutindo principalmente uma forma de garantir aposentadorias especiais de alguns trabalhadores e, especialmente, das mulheres, que têm tempo de serviço diferenciado – apenas 25 anos.

O PT é o que mais briga para que elas não tenham salário diminuído na hora de aposentar. Tudo bem. Elas são trabalhadoras e merecem. Mas, por que o partido que diz ser dos trabalhadores nunca brigou contra o fator previdenciário que maltrata a maioria das mulheres brasileira s- a formiguinha da SLU, por exemplo – quando ela mais precisa, na velhice?

O governo de Minas, não faz muito tempo, garantiu também às policiais civis o direito das militares de se aposentarem aos 25 anos... Se a moça entrar com 18, vai embora aos 43 com salário integral. Tudo bem. Elas são trabalhadoras e merecem, mas, quando foi que você viu um governador mineiro brigar contra o fator previdenciário?

Os juízes de todo o Brasil querem mais segurança e exigem lei especial, discutem uma policia especializada, mas dizem que correm muitos riscos. É verdade. Mataram Patrícia Aciolli no Rio e ameaçam muitos outros, inclusive o titular da comarca de Teófilo Otoni. Mas, não seria melhor os juízes liderarem uma grande campanha contra a impunidade no país, causa maior da ousadia dos bandidos, que se julgam capazes de matar até autoridade? E quem de nós não corre risco hoje? A caixa da padaria, que virou “caixa-rápido” de bandido? O taxista, que fica com um olho na rua e outro no passageiro? O operário da construção civil, que cai do elevador, despenca da laje ou simplesmente é coberto por toneladas de terra? Ou, quem sabe, o repórter?

Dia desses, encontrei um cidadão na Assembléia Legislativa que, ao ver o microfone da Rádio Itatiaia em minhas mãos, pediu-me para dar um recado “para o Eduardo Costa”. Queria que o repórter soubesse o quanto o odeia porque, “dez anos atrás, o radialista falou mal de mim, porque eu não queria entregar meu cachorro para o sacrifício, porque eu precisava entregar, porque ele é um quatro olhos sem vergonha, a mãe dele tem muitos homens, vou pegá-lo, se for homem me processa...” Todo dia, toda hora, tem um doido desses solto por aí... Quem de nós pode se sentir realmente seguro?

        

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Goleiro revelado na Toca 1 está perto de retornar, emprestado pela Inter de Milão

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Raposa já enfrentou o time sergipano em outras três oportunidades, nos anos 1970, e duas em 2005

    Acessar Link