Eduardo Costa

Coluna do Eduardo Costa

Veja todas as colunas

Mais Notícias

Tempos bicudos

?Em um país de maioria católica, a combinação de Dia da Padroeira, Dia das Crianças e a coincidência com um domingo indicariam horas de festa, confraternização e muita paz.

15/10/2014 às 01:17

Em um país de maioria católica, a combinação de Dia da Padroeira, Dia das Crianças e a coincidência com um domingo indicariam horas de festa, confraternização e muita paz. Pois, foi exatamente neste dia que algumas ocorrências chamaram a atenção pela bizarrice. A pior delas foi, sem dúvida, protagonizada por um homem de 37 anos que invadiu o Cemitério da Saudade, desenterrou uma criança recém-falecida, pegou o caixão, pulou o muro e foi caminhando rua afora, com o caixão debaixo dos braços ameaçando quem se aproximava com uma enxada. Não fosse bastante tamanha loucura, doeu ainda mais a entrevista do irmão, em nome de uma família desnorteada; afinal, a mãe, já cega e sem uma das pernas, tem sofrido com o maníaco que insiste em roubar restos mortais para, entre outras coisas, fazer colar com ossos.

No momento em que a polícia prendia o ladrão de caixões na capital, equipes de socorro se esforçavam para diminuir as consequências de uma tragédia na cidade de Ibituruna. Um ônibus despencou de ponte, na zona rural, matou um menino e deixou mais de vinte feridos entre adultos e crianças. Pior que a morte do pequeno Cauã Silva Roque foi ouvir o prefeito Ebert Teixeira de Resende afirmar que a ponte não apresentava problemas. Ele deve duvidar de nossa inteligência ou vive em outro planeta porque a travessia se resume a um amontoado de taboas, visivelmente soltas, na mesma largura que o micro-ônibus... Ou seja, não é preciso ser perito ou ir ao local para saber que o movimento de um dos mourões de sustentação era o bastante para provocar o estrago. Embora tenha apenas três mil habitantes, a cidade tem vários deputados votados tanto para a Câmara Federal quanto para a Assembleia Legislativa. A pergunta que o prefeito deve responder é: qual deles tem efetiva responsabilidade com o município?

E houve atropelamento de uma criança na Avenida Silviano Brandão com fuga do motorista responsável, acidente com dois mortos e três feridos na estrada de Nova Lima e mais, muito mais. No entanto, foi um homicídio em Ribeirão das Neves, na sexta-feira, o campeão disparado entre fatos que beiram o inacreditável: Daniel Fernandes de Souza, de 18 anos, matou a tia e ficou esperando a polícia para confessar. Depois, diante dos repórteres, mostrou frieza espantosa para dizer que há três meses viera do Espírito Santo para trabalhar como auxiliar de pedreiro. Tentava um recomeço, pois, envolvido em crimes, estava ameaçado de morte. Depois de algumas semanas, desenvolveu inimizade com a tia e tomou a decisão: pulou o muro da casa e surpreendeu aquela que o acolhera com golpes de facão, até matá-la. É impressionante a naturalidade com que o rapaz repete a quem quiser ouvir que, diante da tia desesperada, disse apenas: “Eu não ia matá-la, mas, como você disse que eu queria matá-la, decidi que agora vou matá-la”. É loucura ou não é?

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Negócio envolve R$ 7,5 bilhões e a aquisição de 386 unidades de varejo de autosserviço

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Ao consultar o veículo onde estavam os suspeitos, os agentes verificaram também que o carro era objeto de apropriação indébita

    Acessar Link